Forno Pirolítico vs Hidrolítico – Tudo o que deve saber!
sexta, 12 de março de 2021 Homify Ida Gaspar JDias

Na hora de escolher placas e fornos, existem muitas opções à nossa disposição. Há para todos os gostos, existem vários modelos, desde um forno simples e tradicional para quem não cozinha muito, até um forno topo de gama com acessórios profissionais. Todos se distinguem pela manutenção e método de cozimento, bem como pelo design e cor.

Para ajudá-lo a escolher o seu forno, escolhemos três modelos mais conhecidos: forno catalítico, forno hidrolítico ou pirolítico. Podem parecer palavras complexas, mas vai ver que graças às informações que iremos partilhar neste artigo, ficará esclarecido e já conseguirá ter uma ideia mais clara, para quando for comprar o seu novo forno elétrico, tendo em conta as suas necessidades.

Sem mais demoras, vamos lá ver qual é o melhor forno elétrico para comprar!

Critérios a ter em conta na escolha de um forno elétrico:

1) fonte de energia;

2) tipo de forno;

3) capacidade;

4) modo de instalação;

5) forno simples ou duplo e funções;

6) facilidade de limpeza / manutenção.

Que tipo de forno escolher?

Antes de pensar na manutenção do forno, é importante ter um particular cuidado nos tipos de fornos elétricos que existem, nomeadamente nas funções de aquecimento do forno.

Como sabe existem fornos a gás ou elétricos. Estes são os mais comercializados, existe uma maior variedade de modelos e funções disponíveis a preços competitivos. Por outro lado, são mais fáceis de instalar. Geram um calor mais seco, o que é ideal para deixar os alimentos com a superfície estaladiça.

O modo de aquecimento mais adequado para todos é o forno elétrico ventilado ou de convecção forçada. São os mais presentes nas cozinhas dos portugueses.

Estes fornos têm uma ventoinha que faz circular o ar quente no interior do forno, o que torna a cozedura mais rápida e uniforme.

De referir que, muitos fornos ventilados têm um modo de cozedura sem ventilação, desta forma podem funcionar como fornos estáticos.

Alguns fornos são totalmente autónomos: equipados com funções automáticas, gerem eles mesmo o aquecimento, só precisa de selecionar o tipo de alimentos que instalou na placa.

Pirólise, Catalítico ou hidrólise – o que significa?

É capaz de distinguir as diferenças entre forno de pirólise, catálise ou hidrólise? Não? Esteja tranquilo, não está sozinho!

Contudo, é uma questão importante, embora a sua resposta por si só não determine a sua escolha.

Pirólise, catálise e hidrólise são os 3 principais métodos de limpeza existentes para fornos. Cada um tem suas vantagens e desvantagens. Seguem algumas explicações e conselhos para ajudá-lo a escolher o forno que melhor se adapta às suas necessidades.

Forno Pirólise

1 – Princípio: toda a sujidade é removida, mesmo a mais difícil de aceder. É queimada pela temperatura elevada do forno a 500 ° C. A duração de uma limpeza de pirólise depende da escolha do ciclo programado.

2 – Vantagens: limpeza perfeita. Este método de limpeza é o mais completo porque elimina gorduras e açúcares.

3 – Fácil: depois da pirólise, basta retirar com um pano húmido a fina camada de cinza que ficou de toda a sujidade. O forno está impecável!

4 – Protegido: a temperatura das chamadas portas “frias” é mantida abaixo dos 60°C durante a pirólise e 30°C durante o cozimento a 200°C. A porta do forno permanecerá fechada até o forno arrefecer. O risco de queimaduras é, portanto, muito limitado. Um ventilador de refrigeração e isolamento reforçado protegem os móveis de cozinha.

5 – Económico: pode iniciar o ciclo de pirólise depois do cozimento aproveitando o calor do forno, ou adaptar o programa de acordo com o grau de sujidade do forno, portanto, poupar energia.

6 – Desvantagens: esse tipo de forno é mais caro do que um modelo de catálise. O método de aquecimento requer mais isolamento e resistência do que outros fornos, daí o seu preço elevado.

Forno Hidrólise

A limpeza a vapor ou por hidrólise é uma solução de limpeza simples, rápida e ecológica. Falamos, de seguida, das suas características:

1 – Princípio: a hidrólise é um processo simples baseado no efeito vapor, que combina evaporação e condensação: a sujidade fica mole e depois descola, o que facilita a limpeza do forno. Basta deitar 40 cl de água e algumas gotas de detergente para a loiça no fundo do forno e programar a hidrólise.

2 – Vantagens: É simples. Deixe agir por 30 min. A sujidade é removida quando passa uma esponja ou pano.

3 – Económico e ecológico: a hidrólise consome muito pouca energia.

4 – Desvantagens: é aconselhável limpar o forno após cada utilização.

Forno Catalítico

O forno catalítico faz uma limpeza auto-desengordurante.

1 – Princípio: reconhecemos um forno de catálise pelas suas paredes internas porosas que são ásperas ao toque. Este tipo de parede absorve a gordura do cozimento. A catálise destrói respingos de gordura por oxidação durante o cozimento de pratos acima de 200 ° C.

2 - Vantagens: inteligente e rápido. A catálise também pode ser realizada ligando o forno na temperatura máxima por 10 a 15 minutos após cada utilização.

3 – Económico: o forno de catálise custa menos, comparativamente ao forno de pirólise.

4 – Desvantagens: requer uma limpeza manual adicional. Deve terminar de limpar o forno de catálise com uma esponja e um detergente para tirar gordura. O resultado da limpeza é significativamente menor. As paredes catalíticas têm uma vida útil limitada: cerca de 5 anos, conforme o uso, depois devem ser substituídas. O uso de folha de alumínio e os produtos abrasivos acabam por danificar o forno catalítico.

Limpeza da porta do forno

Depois de limpar o forno, deve limpar a porta de vidro manualmente, com produtos que não sejam abrasivos.

É importante limpar a porta de vidro porque ajuda a melhorar eficiência da confecção dos alimentos e por motivos de higiene.

O design do forno

Depois de escolher todas as funções básicas do seu forno, é hora de escolher o design e a cor! Os fornos estão agora equipados com uma série de truques para facilitar a sua vida, como as calhas telescópicas para evitar que a grelha caia, o fechar suave assistido ou retrátil, onde a porta desaparece por completo por baixo do forno, quando o abre.

Quanto à cor, não existe apenas aço inoxidável, branco ou preto. Existem outras cores como cinza, antracite e cores mais vivas!

Os fornos de encastrar são também uma solução atual, discreta e que fica muito bem na cozinha.

Quais são as últimas tendências de fornos elétricos?

A inovação, a tecnologia e o design estão constantemente à procura de fazer mais e melhor. Por isso, é natural que haja novidades constantes no mercado, porque vão sempre ao encontro daquilo que o consumidor procura.

Atualmente, dentro das novidades para fornos elétricos destacamos:

  • Fornos com ecrã, para ver vídeos de receitas enquanto está a cozinhar.
  • Fornos inteligentes com WiFi, que permitem ver a cozedura e controlar o forno à distância através de uma aplicação instalada no seu telemóvel.
  • Fornos com guias telescópicas, que permitem a colocação e remoção do tabuleiro do forno.

O que reter:

  • O forno de pirólise é mais simples e eficiente do que o forno de catálise, mas requer um investimento inicial maior.
  • O forno de catálise é indicado para quem não cozinha muito doces, uma vez que não absorve açúcares. Não espere um resultado de limpeza perfeito.
  • O forno de hidrólise consome pouca energia e é amigo do ambiente. O método de limpeza não é necessariamente o ponto de compra decisivo na escolha de um forno, é preciso priorizar o tipo de calor que permite homogeneidade e controle do cozimento.
Ce site utilise des cookies pour améliorer la navigation de nos utilisateurs. En naviguant sur le site, vous consentez à son utilisation. Fermer ou en savoir plus