10 cozinhas americanas práticas e organizadas
sexta, 06 de julho de 2018 Homify Sílvia Astride Cardoso JDias

A cozinha sempre teve um papel preponderante dentro de uma casa, mas assume, hoje, particular importância na medida em que, para além de um espaço de carácter funcional, é também vista como um ambiente de socialização e de convívio. Tanto assim é que, nas casas modernas, o núcleo social se organiza numa lógica de plano aberto com a cozinha aberta para a sala de estar e/ou de jantar. Desta forma, não há divisões isoladas e independentes, o que promove a proximidade entre os membros das famílias e faz com que os espaços ganhem maior sensação de amplitude e se tornem mais luminosos.

As cozinhas americanas vêm, precisamente, materializar esse conceito. Em vez de uma separação forte e evidente com portas e paredes, as cozinhas americanas surgem separadas em relação aos outros espaços por uma península ou ilha central. O balcão ou ilha circunscrevem o espaço e conformam um volume prático para a utilização da cozinha já que servem com superfície adicional para a preparação de refeições, de bancada para refeições informais, e assim por diante. A separação pode, ainda, ser feita com uma mesa e pode, também, não haver qualquer elemento a separar as áreas.

1. Vantagens das cozinhas americanas

Entre as principais vantagens das cozinhas americanas, destacamos as seguintes: 

1.Fazem com que os espaços pareçam mais amplos: a inexistência de paredes ou de portas faz com que o espaço pareça mais amplo. Esta é, como é óbvio, uma grande vantagem, designadamente em casas ou apartamentos pequenos onde erguer paredes ou outras divisórias em nada beneficia a sensação de amplitude das áreas.

2.As penínsulas e as ilhas são versáteis: as ilhas e as penínsulas podem ser usadas de várias formas. Tudo depende do tamanho e do formato das mesmas. Podem incluir armários, gavetas, electrodomésticos e, como já mencionado, servirem para se preparar e comer refeições rápidas e informais. Porquê ter uma parede quando se pode ter muito mais do que isso?

3.Promovem a socialização: imagine que vai receber convidados. Em vez de estar isolado a preparar o almoço ou o jantar, pode fazê-lo ao mesmo tempo que conversa com eles e lhes serve uns aperitivos. O mesmo acontece com a sua família: não é preciso estar cada um para seu lado! Os pais podem fazer o jantar e estar de olho nos filhos enquanto eles fazem os trabalhos de casa e ainda ouvir as notícias que estão a dar na televisão da sala de estar. São assim as casas de hoje!

4.Boa luminosidade e melhor ventilação: a ausências de paredes e portas permite que a luz natural e artificial abranjam todo o espaço e que o ar circule sem limites.

2. Desvantagens das cozinhas americanas

Eis as desvantagens que devem ser levadas em conta:

1.Menos espaço de arrumação: embora as cozinhas americanas com ilha e península sejam versáteis e flexíveis, o facto de não existir uma parede leva a que haja menos um conjunto de armários que poderiam ser úteis.

2.A necessidade de os espaços estarem arrumados: se a cozinha não estiver organizada e for visualmente apelativa, pode ser desagradável estar a vê-la a partir da sala.

3.Propagação de odores: os odores da preparação de comida podem propagar-se para os ambientes adjacentes. A cozinha deve ser muito bem ventilada para que isto não aconteça. O mesmo pode acontecer com os sons.

3. Tipos de cozinha americana

Podemos separar as cozinhas americanas em dois grupos principais: 

1.Cozinhas americanas com bancada ou ilha: a bancada ou a ilha fixas formam como que uma meia-separação e servem de apoio à cozinha.

2.Cozinhas americanas sem divisórias: como o próprio nome indica, esta cozinha é completamente aberta para as divisões adjacentes. Não há nenhuma separação entre espaços.

4. Como saber se é a melhor opção para si?

Nas casas modernas, a escolha recai quase sempre sobre as cozinhas americanas que são consensuais por todas as vantagens que lhes são conhecidas. A eleição de um tipo de cozinha depende, contudo, das preferências de quem a vai utilizar, pelo que recomendamos que faça a sua própria lista de prós e contras com algumas questões relevantes: como é a sua dinâmica familiar? Costuma receber convidados? Usa a cozinha com frequência? Prefere ter privacidade ou áreas abertas? A sua casa é grande ou pequena? Vai construir ou remodelar? Tem que demolir paredes? Considere atentamente cada ponto.

Se, mesmo assim, tiver dúvidas, deverá consultar um profissional (arquitecto ou designer de interiores). Eles sabê-lo-ão ajudar, tendo em conta as suas preferências e estilo pessoal.

Quem não se quer comprometer com um espaço totalmente fechado ou aberto, pode aliar o melhor dos dois mundos através da instalação de uma porta de correr (que pode ser envidraçada, por exemplo), de divisórias vazadas ou de meias-paredes. Há várias técnicas passíveis de serem utilizadas. O importante é que os espaços sejam articulados, funcionais e visualmente apelativos.

Uma boa opção é reunir um conjunto de imagens de cozinhas americanas que lhe agradem para mostrar aos profissionais que trabalharem no projecto. Uma representação visual é útil para um resultado final próximo do idealizado.

5. Atenção ao estilo

Num espaço onde a cozinha se integra com a sala de estar e/ou de jantar, o estilo deve ser coeso. É importante que as áreas dialoguem no que toca à decoração e não surjam desfasadas no conjunto. Se a sua sala de estar e/ou de jantar são modernas, então a cozinha deve seguir a mesma lógica e ter uma frente moderna com linhas depuradas e tons neutros. Num ambiente rústico, pode apostar em madeiras com acabamentos toscos e em cores mais rústicas. Como é natural, podem-se introduzir alguns contrastes, mas sempre com subtileza e tendo em vista a harmonia visual do todo.

As dicas que lhe deixamos, são as seguintes:

1.Use móveis para criar áreas distintas dentro do espaço. Uma consola por detrás do sofá, por exemplo, separa visualmente a sala de estar da sala de jantar. As carpetes são, também, boas aliadas neste sentido. Uma carpete sob a mesa de jantar ou os sofás posicionados em torno de uma carpete ajudam a definir a existência de áreas com funções distintas dentro de um espaço aberto.

2.Use cores diferentes nas paredes ou papéis de parede para acrescentar interesse ao espaço e para definir as áreas. Pode usar vários tons dentro da mesma cor para criar profundidade e ter a certeza de que nenhuma cor vai ofuscar outra.

3.E por falar em cor, não se esqueça de escolher uma paleta cromática logo à partida e incorporá-la nos espaços individuais. Baseie-se em duas ou três cores (não mais que isso) e introduza elementos destes tons em cada área.

4.Integre diversos pontos de luz no espaço para criar ambientes intimistas. Para além dos candeeiros de tecto e embutidos, integre outros pontos de luz para as áreas individuais. A atmosfera ficará mais aconchegada. Sobre a bancada, ilha de cozinha ou mesa, aposte em candeeiros suspensos compridos para dar um toque decorativo ao espaço e torná-lo funcional. Se há área da casa que não pode ser escura é a cozinha.

6. Explore ao máximo a bancada ou a ilha

Como explicámos, a bancada ou a ilha são protagonistas nas cozinhas americanas modernas, pois servem como volumes de transição entre a cozinha e o ambiente que se segue. Nas cozinhas americanas com ilha ou com bancada, deve-se tirar o máximo de partido possível destes elementos, que têm tanto valor estético como funcional. Para além da importância de escolher um estilo e um material que complemente o da cozinha, torne a bancada/península ou a ilha multifuncional. Pode usá-las para preparar refeições com cooktop incluído, como espaços de arrumação para aqueles utensílios que quer ter sempre à mão, para tomar o pequeno-almoço e fazer outras refeições rápidas (a zona de refeições deve estar do lado de fora), e assim por diante. Não desperdice nenhum centímetro. Seja inteligente a usar este volume que não deve ser um elefante a meio do espaço, mas sim uma adição que o enriquece.

7. A importância de um exaustor ou extractor

Tratando-se de um espaço aberto, há que prestar particular atenção aos odores. Afinal de contas, não é agradável estar na sala de estar com aquele cheiro a fritos que ficou do jantar! Os exaustores ou extractores evitarão que isso aconteça. Ao mesmo tempo que extraem os fumos, vapores e cheiros, também protegem as outras superfícies da gordura proveniente da confecção das refeições. Como o espaço é amplo, privilegie um exaustor potente e informe-se sobre os exaustores silenciosos para poder desfrutar do ambiente sem barulhos desconfortáveis.

8. Boa configuração espacial

As cozinhas têm áreas diferentes. Por norma, integram uma área para armazenar os alimentos, tipo despensa, e, claro está, o frigorífico; uma área para acomodar os tachos, utensílios e outros aparelhos; a área do lava-louça; a bancada de trabalho sobre a qual se preparam os alimentos e a área para cozinhar, ou seja, o fogão e o forno. Posicione os elementos de modo a criar um espaço articulado e fácil de usar. Pode-se orientar pela regra do triângulo com a banca de lavar louça, o fogão e o frigorífico a formar um triângulo. Cada um destes elementos é indispensável ao uso do espaço, pelo que devem estar perto uns dos outros para facilitar o dia-a-dia na cozinha.

9. As medidas standard da bancada e da ilha

As bancadas que servem de mesa devem ter uma altura de 100cm – 110cm e uma profundidade de 45cm, no mínimo. Estas bancadas devem vir acompanhadas por banquetas cujas medidas standard oscilam entre os 70cm – e 80cm de altura, sendo que deve ser deixado um espaço de 30cm para as pernas.

Em torno das ilhas devem ser deixados 60cm para facilitar a circulação. A ilha, propriamente dita, deve distar cerca de 120cm em relação aos balcões e aos armários paralelos e ter 90cm – 110cm de altura.

10. Que profissionais lhe podem ser úteis?

Para projectar a sua cozinha, poder-lhe-á ser útil, designers de interiores e/ou arquitectos. Trabalhar com um profissional que esteja perto de si em termos geográficos é uma mais-valia. 

O que achou destas cozinhas americanas com sala de estar e de jantar mesmo ao pé?

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais