7 erros comuns que fazem a sua cozinha parecer mais desarrumada do que é!
sexta, 07 de junho de 2019 Homify Sílvia Cardoso JDias

A cozinha não é uma divisão fácil. Por muito que a limpemos e organizemos, parece que há sempre uma mancha que nos passou despercebida ou um utensílio que ficou por arrumar. As casas não são museus, por isso é normal que isto aconteça. As imagens de cozinhas imaculadas que, todos os dias, vemos em contas de Instagram ou em revistas são, em grande parte, coreografadas, por isso não vale a pena criar ideais inalcançáveis.

Ainda assim, pode-se sempre aprimorar o aspecto do espaço, através de pequenas coisas e de hábitos que facilmente se adquirem. Hoje, trazemos-lhe algumas sugestões nesse sentido. Damos-lhe conta de 7 erros comuns que fazem a cozinha parecer mais desarrumada do que aquilo que realmente está.

Será que já tinha pensado em algum deles? Ora veja.        

1. Ter muitos objectos sobre as bancadas

Começamos pelo erro capital: ter demasiadas coisas em cima das bancadas. Não é funcional – porque rouba espaço útil – nem é esteticamente apelativo. Olhe para as bancadas da sua cozinha e veja o que pode guardar nos armários e nas gavetas. Pode até aproveitar a oportunidade para se desfazer daquilo que não utiliza ou de que não gosta. Sobre as bancadas, mantenha aquilo que mais usa e de forma organizada. O chá pode ser arrumado numa caixa própria para o efeito, as especiarias podem ser colocadas dentro de pequenos frascos, os sacos do pão acondicionados dentro de um cesto ou de uma caixa, e assim por diante. No que aos aparelhos eléctricos concerne, deixe de fora os que usa todos os dias como, por exemplo, a máquina de café ou a torradeira. Depois de organizar tudo, a sua cozinha parecerá outra: mais prática e muito mais bonita!   

2. Ter ímanes, fotografias e/ou papéis com recados e lembretes no frigorífico

Em muitas cozinhas, os frigoríficos são verdadeiras ’galerias de arte”: ímanes trazidos de viagens, fotografias, desenhos dos filhos, post-its com lembretes e recados são algumas das coisas que figuram nesta tela gelada. As cores e formas dissemelhantes destes objectos fazem com que a composição não resulte particularmente harmoniosa. Se acha que a sua cozinha beneficiaria de um aspecto mais clean e minimalista, mantenha os ímanes mais bonitos ou das suas viagens preferidas e dê às fotografias outro espaço. Para deixar lembretes ou recados, pode usar um quadro de lousa. É decorativo e prático!  

3. Deixar muitas vezes a louça por lavar

Acabou de almoçar ou de jantar e abateu-se sobre si uma preguiça, de tal forma descomunal, que decidiu deixar a louça suja em cima da bancada. Identifica-se? Se isto é sistemático, então faça um esforço para mudar este hábito. A louça suja gera maus odores, atrai visitas indesejadas e, claro, dá um aspecto desleixado ao ambiente.

4. Não ter uma gaveta ou uma caixa para a “tralha” que se acumula no espaço

Entre todas as divisões da casa, a cozinha é aquela onde tendemos a acumular mais tralha: correspondência, carregadores dos telemóveis, canetas, pilhas, blocos de notas, caixas de fósforos, entre muitas outras coisas. É difícil contrariar essa tendência, mas pode-se arranjar uma gaveta só para colocar esses objectos e deixá-los, assim, ocultos. Pode-se, também, apostar num cesto ou numa caixa, mas a gaveta é mesmo a melhor solução!  

5. Ter panos de cozinha descasados

Há sempre dois ou três panos de cozinha à vista. Por norma, um é para secar as mãos e os outros para a louça. Hoje em dia, encontram-se, em várias lojas, os panos de cozinha à venda em packs, o que significa que partilham o estilo, ainda que tenham algum pormenor que os diferencie (a cor ou o padrão, por exemplo).  

6. Ter a zona do lava-louça desorganizada

Em lojas como a IKEA e por preços muito acessíveis, encontra vários acessórios essenciais para manter o lava-louça organizado: escorredores para louça e para os talheres, doseadores para o detergente e suportes para os esfregões, esponjas e panos. Sirva-se destes objectos para manter esta zona arrumada, limpa e mais higiénica.  

7. Usar a cozinha para outras actividades

A cozinha nem sempre é “só a cozinha”. Por vezes, funciona também como espaço de trabalho – de miúdos e graúdos – o que significa que a mesa se transforma em secretária com tudo o que isso implica: computador, agendas, livros, e assim por diante. Se não tem escritório, outras mesas ou zonas de trabalho em casa, não faz mal, mas arrume as coisas no fim de cada utilização. Não é suficiente arrastá-las para o canto da mesa e fingir que não estão lá, enquanto almoça ou janta.  

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais