7 truques de decoração simples para fazer um espaço parecer maior do que é
sexta, 25 de setembro de 2020 Homify Sílvia Cardoso Jdias

Os espaços pequenos têm tanto de acolhedores como de desafiantes. Pode não ser fácil acomodarmos todos os nossos objectos num ambiente exíguo. O ideal, nestes casos, é começarmos por determinar aquilo de que realmente precisamos. Afinal de contas, menos é mais. Repare que, se comprar em demasia e tiver tendência para acumular, depressa acabará a viver numa casa que tem coisas a mais e que é, por isso, pouco funcional e inestética. Os espaços pequenos querem-se com poucas coisas. Só assim se conseguirá preservar a luminosidade e circular dentro deles sem quaisquer problemas. Há vários truques muito fáceis de implementar para fazer com que um espaço pareça maior do que realmente é. Hoje, deixamos-lhe sete ideias nesse sentido, todas elas ilustradas com projectos de profissionais portugueses. Veja quais são.

1. Peças de mobiliário pequenas

Os móveis para espaços pequenos devem ser proporcionais ao ambiente em que se inserem. Peças volumosas sobrecarregam, vedam a luz e criam constrangimentos à circulação. Para criar uma sensação de amplitude, recorra a peças pequenas e de linhas simples. Esta sala é uma inspiração nesse sentido. O sofá tem apenas dois lugares, a mesa de centro é pequena e, em vez de uma poltrona, optou-se por uma cadeira de braços que é muito mais leve. O resultado é um ambiente arejado, luminoso e espaçoso.

2. Cores claras: o branco é sempre uma boa opção

O branco e as cores claras reflectem a luz e fazem com que os espaços pareçam maiores e mais luminosos, por isso, é comum os designers de interiores e os decoradores privilegiarem esquemas cromáticos claros em vez de cores escuras e/ou saturadas. Ao pintar as paredes de branco, por exemplo, conseguirá apagar as fronteiras entre o tecto e as paredes, criando, assim, uma sensação de profundidade e de continuidade. Além do mais, as cores claras simplificam os espaços e evitam que surja uma sensação de ruído visual. Se um ambiente em branco total não é para si, invista em materiais, elementos e apontamentos que criem contraste: a madeira, uma manta, quadros, candeeiros, plantas, e assim por diante.

3. Móveis baixos

Ainda no que toca ao mobiliário, uma boa solução para um espaço pequeno é favorecer móveis baixos que criarão uma sensação de amplitude pelo simples facto de haver mais espaço livre sobre eles e de não surgirem como um obstáculo à passagem de luz. Um sofá ou mesa de centro rentes ao chão, pufes e, no quarto, uma cama rasteira são escolhas que pode considerar se tem uma casa pequena.

4. Espelhos

Os espelhos reflectem tudo aquilo que se lhes defronta, por isso, criam profundidade nos ambientes. É apenas uma ilusão de óptica, mas funciona e quanto maior for o espelho, melhor. Há até quem crie paredes espelhadas que fazem com que os espaços pareçam ter o dobro do tamanho.

5. Tire partido da verticalidade

Tire partido da verticalidade do espaço em questão para, assim, desimpedir ao máximo o chão. Pode, por exemplo, suspender a televisão, usar prateleiras para acomodar os seus livros e outros pertences e apostar em arrumação embutida como se vê no quarto da imagem acima. Quanto mais espaços de arrumação tiver, melhor. Assim, estão menos coisas à vista e os espaços parecerão maiores. Outra coisa que pode ter que fazer é mandar construir à medida para os móveis se ajustarem com precisão ao espaço e não desperdiçar nem um centímetro.

6. Cortinas diáfanas

Deixe as cortinas pesadas e opacas de parte e aposte em cortinas brancas e semi-transparentes. São mais leves, simples, versáteis e deixam a luz natural passar. E como fazer (especialmente em divisões como o quarto) quando não quer que a luz passe ou quando precisa de mais privacidade? É fácil: use estores de rolo opacos (block-out) que facilmente pode subir e descer. Quando estão recolhidos, nem damos por eles!

6.1. Janelas desimpedidas

Se tiver portadas, pode até dispensar as cortinas por completo. Esta lógica também se aplica às carpetes e aos tapetes. A premissa é simples: quanto menos coisas o espaço tiver, melhor. No entanto, se não abdica destes elementos, por uma questão de conforto, compre-os dentro de um estilo minimalista.

7. Móveis dois em um

Móveis que servem mais do que um propósito são sempre bem-vindos em espaços pequenos, desde que não sejam demasiado volumosos. Uma otomana com arrumação no interior, uma cama com gavetões ou cujo colchão levante para dar acesso a um espaço de arrumação ou um sofá-cama são boas soluções para resolver alguns problemas de funcionalidade e de armazenamento numa casa pequena.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais