As 7 regras divinas para a escolha dos seus candeeiros de sala
terça, 10 de agosto de 2021 Homify Elisabete Figueiredo JDias

Os candeeiros são daqueles elementos que raramente estão ausentes numa decoração bem conseguida. De pé, de teto ou de mesa, os candeeiros são os grandes responsáveis por dar mais luz à sua sala, mas também por dar mais (ou menos!) estilo ao ambiente.

Um candeeiro, mesmo fraquinho, é um farol na escuridão. É uma centelha de luz que guia os nossos passos quando escurece e as restantes luzes se apagam. É a nossa companhia naqueles momentos de leitura tardia, quando os miúdos já estão na cama e somos só nós e um livro em serão tardio. Mas é também um elemento que ficará em permanente exposição, à vista de todos!

 

E por isso mesmo a sua escolha nunca deve ser deixada para segundo plano. A sua aquisição é um passo que deve ser ponderado tendo em conta diversos fatores, entre eles a sua funcionalidade, a estética e o preço. Quer saber como escolher sem medo de errar? Descubra tudo neste artigo!

 

1 – Pensarás antes de comprar

Viu aquele candeeiro fabuloso numa loja de decoração e agora não pensa noutra coisa? Até sente comichão na carteira e tremores nas mãos enquanto não o compra? Calma, muita calma nesta hora! 

Sabia que os candeeiros, sobretudo os candeeiros de chão e de mesa, são dos elementos decorativos mais comprados por impulso? Sim, provavelmente as almofadas e os acessórios vêm em primeiro, mas estamos a falar de preços muito diferentes.

No entanto depois de passada a paixão inicial vem o arrependimento. O dinheiro foi-se, mas o candeeiro simplesmente não funciona na nossa sala! O destino? Com sorte o quarto das visitas, ou em último caso a arrecadação até à próxima quermesse.

Não passe por isto! Antes de comprar estude a decoração e planeie a inserção do novo elemento.

Algumas dicas para a compra:

- Procure um candeeiro que se associe ao seu estilo de decoração. Se tem um ambiente inteiramente rústico não fará sentido uma peça moderna com design de vanguarda pois irá parecer totalmente deslocado. Se tem uma sala clássica procure peças sofisticadas, com detalhes em dourado e cristais (um lustre ou um candeeiro de mesa clássico, por exemplo). Num espaço moderno ficam melhor os candeeiros de design mais futurista, ou com linhas direitas.Os candeeiros de tecto suspensos modernos são outra opção.As misturas de estilos e géneros podem funcionar muito bem, ou podem ficar absolutamente desastrosas! Se não tem muito jeito para equilibrar cenários e composições aconselhamos vivamente que consulte um decorador!

- A harmonia é fundamental, por isso tenha também em conta a escolha da cor. Se tem uma sala com base cromática em azul, mesmo que adore de paixão aquele candeeiro vermelho esqueça-o! Apenas vai conseguir uma sala ao estilo USA. O candeeiro vai fazer parte da sua decoração e como já referimos, vai ficar em permanente exposição numa área muito social da casa, tente fazer escolhas que se incluam bem no conjunto preexistente.- Tenha cuidado com o tamanho! Adora candeeiros de chão oversize? São lindos e são tendência, mas se tem um espaço pequeno vão parecer elefantes no meio da sala! Do lado oposto, um candeeiro minúsculo num espaço muito amplo vai simplesmente desaparecer.

 
 

2 – Respeitarás a luz natural

Qualquer ambiente deve dar a total primazia à luz natural! Assim a disposição dos seus móveis deve ser pensada com o objetivo de tirar o melhor partido dela. 

Se quer ter um cantinho de leitura, ou uma zona da sala onde costuma trabalhar coloque-o junto à janela de forma a beneficiar da luz natural durante o máximo de horas por dia. Os candeeiros deverão ser utilizados para complementar em zonas específicas onde o fluxo luminoso não é suficiente durante o dia, e só deverão ser acesos quando esse fluxo já não é suficiente, ao cair da noite.

 

3 – Aprenderás a importância de um candeeiro de tecto

Um candeeiro de tecto, quando está presente, é um elemento fulcral numa decoração! Ele tem um destaque visual imediato e é o responsável pela distribuição da luz pelo espaço.

Sendo um elemento de tanto destaque é importante que seja bonito e bem enquadrado, mas a sua escolha vai muito para além da estética. 

Se o candeeiro de teto é o principal responsável pelo fluxo de luz artificial a sua escolha deve ser ainda mais cuidada. O abajur não deve cortar a luz emitida pela lâmpada, pelo que deve ser o mais claro e transparente possível. Desta forma vai permitir uma boa distribuição por todo o espaço da sala de estar ou da sala de jantar. As necessidades extra de luz devem ser supridas por candeeiros de pé ou candeeiros de mesa, como veremos adiante.

Numa sala de dimensões generosas fica muito bem um candeeiro suspenso, imponente e majestoso. Dá mais iluminação e preenche aquele espaço vazio. Mas quanto mais pequena é a sala mais pequeno deve ser o candeeiro de tecto! Numa sala de dimensões reduzidas a escolha pode recair sobre um candeeiro com focos para menor impacto dimensional no espaço.

4 – Reconhecerás o estilo de um candeeiro de chão

Um candeeiro de pé, ou candeeiro de chão, é um elemento que proporciona iluminação auxiliar a determinada área da sala, e tem um impacto visual muito evidente, a não ser que o esconda por detrás de um sofá.

O candeeiro de pé vai iluminar aquele canto de leitura especial, ou o lado do sofá onde costuma estar ao computador, por exemplo, ocupando o seu espaço de forma absoluta. Ele não precisa do apoio de uma mesa, mas em compensação, normalmente, também não proporciona uma base de apoio estável para o que for preciso.

Ao mesmo tempo um candeeiro de pé funciona como uma peça decorativa da maior relevância, pois ao iluminar-se vai ficar em destaque total. 

Na sua escolha guie-se pelos nossos conselhos do primeiro tópico, mas dê uma atenção especial ao tamanho.

Pode encontrar espetaculares candeeiros, de qualquer tipo, em lojas de decoração, físicas ou virtuais. Os preços variam muito, conforme a marca e a exclusividade do design. 

 

5 – Não esquecerás a utilidade de um candeeiro de mesa

Outra forma de conseguir iluminação auxiliar é colocar candeeiros de mesa. Apesar de este elemento ser mais considerado como candeeiro de quarto, colocá-lo numa sala terá um efeito muito decorativo e até alguma vantagem em relação ao candeeiro de pé. 

Os candeeiros de mesa precisam de uma base de apoio, ou seja da mesa, para os sustentar, mas em contrapartida essa mesa também vai servir para pousar o livro e os óculos, por exemplo. Normalmente são mais pequenos e servem para emitir menos luz do que os candeeiros de chão, mas proporcionam uma iluminação mais intimista e pessoal.

Estes candeeiros são os mais baratos e fáceis de encontrar em qualquer loja de decoração com preços a partir de 10 Euros.

 

6 – Saberás da importância da cor da luz

A tonalidade da luz emitida tem muita influência no ambiente da sua sala. Luzes amareladas dão um tom mais relaxante, quente e acolhedor, perfeito para a hora de ir dormir, e luzes mais brancas e brilhantes serão mais vivificantes e intensas, boas para tarefas como ler ou tricotar.

Mas se pensa que isto só tem a ver com as lâmpadas, desengane-se! Não se esqueça de que a luz é filtrada pelo abajur do candeeiro, o que significa que se colocar uma lâmpada que emite luz branca e fria num candeeiro vermelho provavelmente terá uma luz alaranjada, perdendo o efeito pretendido. Escolha luminárias claras se o objetivo do candeeiro for proporcionar luz forte e branca a uma qualquer tarefa. São truques como este que fazem toda a diferença na qualidade da sua iluminação e decoração!

 

7 – Incluirás iluminação indireta

Por vezes os candeeiros, pelo facto de não permitirem uma total dispersão da luz pelo espaço, não são suficientes para proporcionar uma iluminação correta em todos os ângulos.

A solução é incluir iluminação indireta. Atualmente há inúmeras soluções profissionais para conseguir este tipo de iluminação que lhe poderá ser de muita utilidade, embora seja mais simples incluí-la na fase de projeto e construção.

A luz indireta é aquela que incide numa superfície e depois é refletida de forma a iluminar todos os recantos do espaço, de maneira uniforme. Esta forma de iluminação é muito uniforme e proporciona maior conforto visual, por ser suave e difusa, embora não prescinda nunca da utilização de candeeiros, sobretudo os candeeiros de chão e de mesa.

 

8 – Não terás medo de ousar, ser diferente

Por último deixamos um conselho radical: – ouse ser diferente! Depois de conhecer estas regras, escolha modelos de candeeiros originais e ousados.
 

Mais inspiração: Por que não candeeiros de tecto suspensos no quarto?

Em relação aos quartos, normalmente vemos candeeiros de tecto e possivelmente candeeiros de mesa nas mesinhas de cabeceira e/ou secretária de trabalho (mais comum em quartos de crianças e jovens). Esta imagem vem provar-nos que podemos arriscar e ter candeeiros de tecto suspensos com apoio à iluminação de cabeceira.

Seja sobre candeeiros de sala ou de quarto, peça ajuda a um arquiteto de interiores e modernize a sua casa!

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais