Beliches: modelos, as vantagens e as desvantagens e os preços!
domingo, 19 de janeiro de 2020 Homify Sílvia Cardoso JDias

Os beliches são uma escolha popular entre miúdos e graúdos. Os mais pequenos vêm neles uma aventura. A ideia de se poder subir e descer, quiçá através de um escorrega, faz as delícias das crianças. Os pais, por outro lado, encaram os beliches como uma forma de se poupar espaço no quarto e de uma só peça poder dar resposta a necessidades distintas, na medida em que os beliches, para além das camas, podem ter gavetas, secretária e até pequenos roupeiros e prateleiras. Comprar um beliche é, em muitos casos, resolver uma boa parte da decoração de um quarto.

Hoje em dia, é ainda mais fácil encontrar um beliche que vá ao encontro do que procuramos. As marcas não se poupam em propostas que vão desde o mais sóbrio ao mais criativo. Há beliches em diferentes materiais, em formatos inusitados, com escadas e escorregas e com ou sem secretária ou sofá. As hipóteses são inúmeras e variadas, já para não mencionar que se pode pedir a um carpinteiro ou marceneiro para construir um beliche à medida do espaço e de quem o vai usar.

Hoje, damos-lhe alguns conselhos em relação à compra de um beliche, pomos em destaque as principais vantagens e desvantagens e não nos esquecemos de pesquisar preços.

Ora venha connosco até às alturas!

1. O que considerar antes de comprar um beliche?

Escolher um beliche não é tão simples como parece. Eis os aspectos que deve considerar:

Medir o espaço: antes de se comprar um móvel volumoso, deve-se sempre medir o espaço onde ele vai ser colocado. No caso dos beliches, para além do comprimento e da largura, é também importante ter em conta a altura, sob pena de a cama de cima ficar demasiado perto do tecto. Se o beliche que tem em vista possuir gavetões ou armários incorporados, calcule o espaço de que vai precisar para abrir as portas e as gavetas.

Ponderar o tipo de beliche de que precisa: há uma vasta oferta no mercado no que aos beliches diz respeito. Para além de os encontrar fabricados em materiais, cores e estilos diversos, há beliches com secretária, beliches com arrumação e beliches com uma terceira cama extraível, tipo gaveta. Se tem, por exemplo, filhos em idade escolar, então poderá ser oportuno adquirir um beliche com secretária.

Segurança acima de tudo: escolha um beliche com as devidas protecções, sobretudo se os seus filhos ainda são muito pequenos e, por conseguinte, mais agitados.

Escolha um material resistente: a madeira e o metal são os materiais mais resistentes. No entanto, o metal é frio e, por vezes, escorregadio, pelo que consideramos a madeira uma melhor opção. A madeira é resistente, versátil e tem um aspecto caloroso e aconchegante.

Acessibilidade: no que ao acesso à cama de cima concerne, sugerimos que evite escadas pequenas e sem apoios. As escadas devem ser o mais práticas e seguras possíveis. Os beliches com escorrega fazem as delícias das crianças, mas o escorrega não garante a mesma segurança. É mais fácil descer do que subir. Porém, tudo depende da idade da criança. Além do mais, deve sempre aconselhar o seu filho para que ele saiba usar com segurança o beliche.

Pense no estilo: há beliches com um ar muito infantil – em forma de casa, de castelo, com escorrega, e assim por diante -, mas há, também, beliches juvenis com um design mais sóbrio e neutro que se adaptam a todas as idades e são, por isso, mais versáteis.

2. Quais são as vantagens dos beliches?

Os beliches têm vantagens e desvantagens que devem ser ponderadas antes da compra. Venha saber quais são.

Os beliches ocupam pouco espaço: os beliches ocupam espaço em altura, mas menos em largura, o que liberta o quarto das crianças para as brincadeiras e não só. Se, em vez de um beliche, optar por duas camas – uma ao lado da outra – o espaço livre disponível ficará consideravelmente reduzido.

São úteis para quando os amigos vão dormir aí a casa: as crianças têm sempre planos com os amigos e adoram que eles fiquem a passar a noite. Um beliche com um gavetão que funcione como terceira cama é o ideal para estas situações. Assim, não precisa de sacos-cama e pode receber as visitas de palmo e meio com todo o conforto. 

Podem incluir secretária e zonas de arrumação: como mencionámos, há beliches modernos e compactos com arrumação integrada e secretária. Uma única peça de mobiliário pode reunir tudo aquilo de que os seus filhos precisam, o que é uma mais-valia para se optimizar o espaço.

Um beliche pode transformar-se em duas camas separadas: há modelos de beliches que permitem que as camas sejam separadas. Assim, se, mais tarde, os seus filhos forem para quartos separados ou se quiser mudar a disposição dos móveis no quarto, pondo uma cama ao lado da outra, pode fazê-lo.

Não são só para as crianças: apesar de comummente usados em quartos de criança, há beliches que acomodam facilmente adultos e que são uma boa opção para um quarto de hóspedes ou para apartamentos e casas com fins turísticos.

3. Quais são as desvantagens dos beliches?

Segurança: a segurança dos filhos é, obviamente, a grande prioridade dos pais e uma das preocupações que se levanta por ocasião da compra de um beliche. Os beliches devem ser usados por crianças com mais de seis anos, sendo que a cama alta deve ser atribuída ao irmão mais velho.

Montagem: a montagem de um beliche é intrincada e deve ser confiada a alguém hábil. As lojas de móveis costumam ter equipas para fazer a montagem das peças, mas deve indagar antes de fazer a compra.

Mais difícil fazer a cama: não é fácil fazer as camas de um beliche, sobretudo a cama alta. Para além disso, é difícil aceder aos dois lados, já que o beliche está, por norma, encostado à parede. Uma forma de agilizar o processo passa por privilegiar lençóis com elástico visto que se prendem ao colchão e não saem tão facilmente do sítio.

Descer e subir a escada a meio da noite: descer e subir a escada a meio da noite pode ser difícil para uma criança sonolenta.

Claustrofobia: para algumas pessoas, ter o tecto tão perto ou uma cama por cima pode despoletar uma sensação de claustrofobia. Quanto mais alto puder ser o espaço entre as duas camas e a cama alta e o tecto, melhor. De resto, estamos em crer que é uma questão de hábito e a maior parte das crianças se adapta bem aos beliches.

4. Onde comprar e a que preço?

Tem duas opções: pode optar por mandar fazer o beliche à medida ou por comprar um numa loja de mobiliário. Na gigante sueca IKEA, por exemplo, há beliches a partir dos 109€ (muito simples) e outros mais elaborados (combinação de secretária com cama alta e gavetas, por exemplo) a partir de 325€.

Se escolher fazer à medida, deve preparar-se para gastar mais dinheiro. Um beliche de qualidade construído por um carpinteiro pode custar 2000€.

Seja como for, não se precipite na compra. Veja as ofertas em várias lojas – de preferência, dentro da sua zona de residência – e tome uma decisão que assente na relação qualidade/preço.   

5. Beliche com camas de tamanhos distintos

Não podíamos deixar de incluir este beliche no nosso livro de ideias pela particularidade de a cama inferior ser mais larga do que a superior. A cama de baixo pode ser usada como sofá e espaço de brincadeiras ao longo do dia, para além de ser extremamente prática quando se quiserem receber visitas. Aliás, as almofadas que a decoram sugerem que é essa a utilização que lhe é dada, o que torna o quarto muito mais versátil. Mais tarde, pode-se até remover a parte superior e ficar apenas com a cama de baixo, adaptando o quarto ao crescimento da criança/jovem.

6. Configuração personalizada

Os beliches não têm que obedecer à configuração tradicional com uma cama por cima da outra.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais