Como criar um quarto Montessoriano para o seu filho?
sexta, 11 de outubro de 2019 Homify Ida Gaspar JDias

Para Maria Montessori, não se trata de abandonar um filho a si mesmo, para que faça o que ele quer, mas sim prepará-lo para um ambiente onde possa agir livremente.

Esta médica italiana dedicou toda a sua vida à educação das crianças, ao seu desenvolvimento físico e espiritual. Para ela, entre o nascimento e a idade dos seis anos, a criança aprenderia mais do que um jovem adulto durante a sua vida universitária.

Assim, podemo-nos inspirar no método Montessori para organizar a nossa casa e, em particular, o quarto do nosso filho. Este deverá ser sóbrio, estético e bem cuidado. Mas acima de tudo terá que ser bem organizado, tendo em conta os diferentes espaços, que irão evoluir com a idade da criança. Resumidamente, um quarto Montessori é, essencialmente, um espaço do tamanho da criança, para que tenha acesso ao que a envolve, mas sempre com segurança, claro.

Neste artigo, a homify promete partilhar consigo todas as dicas para criar um quarto Montessori ao seu herdeiro. Afinal, este tipo de pedagogia nunca esteve tanto na boca do mundo!

Venha saber mais…

1. O que é um quarto Montessori?

Organizar o quarto de um filho é sempre um momento de alegria para os pais. O método Montessori recomenda tornar o quarto num espaço agradável com decorações simples, mas pensadas para o desenvolvimento da criança. Pode ser a partir de qualquer idade, mas o ideal é criar logo um quarto Montessoriano para bebé.

É aconselhável optar por uma divisão silenciosa, se possível, para proporcionar uma sensação de segurança. A atmosfera do espaço deve ser calma e relaxada, a decoração refinada e simples. A escolha de objetos também é muito importante. Mas principalmente, tudo deve ser fácil de guardar e ao alcance da criança (brinquedos, acessórios…). Ela deve ser capaz de se mover, rolar, levantar a cabeça, num espaço adequado, sem obstáculos no seu caminho. O objetivo é torná-la autónoma o mais cedo possível, sem que seja necessária muita intervenção dos pais.

O seu filho torna-se, assim, o ator do seu próprio ambiente. No fundo, devemos criar um quarto para miúdos e não para adultos.

Dica: pendure molduras com a sua fotografia ou da sua família para aprender a diferenciar os diferentes membros.

2. A cama Montessoriana

A ideia principal da pedagogia Montessori é de permitir que a criança tenha a oportunidade de se movimentar sozinha no quarto, por isso, deve existir uma cama que permita que a criança vá para a cama e saia dela sozinha. Neste caso, a melhor opção é uma cama que esteja quase ao nível do chão.

Além disso, este tipo de móvel permite que a criança tenha uma visão completa do seu quarto, que não está travada pelas barras do berço. Para a criança é algo de muito reconfortante.

Para evitar que a criança caia, especialmente quando é pequena, o ideal é colocar almofadas planas no chão (tenha cuidado, não use em bebés para evitar o risco de asfixia). Se não tiver carpete no chão, pode colocar um tapete ou vários cobertores para que as quedas sejam mais suaves.

3. Como organizar os brinquedos num quarto Montessoriano?

É interessante que os livros estejam ao alcance da criança para que seja encorajada a consultá-los.

Os brinquedos também, é claro, devem estar acessíveis para evitar que a criança peça ajuda dos seus pais.

No entanto, evitamos, tanto quanto possível, aquelas caixas onde se colocam todos os brinquedos no monte e que não ficam valorizados, porque não dão vontade às crianças e dificultam a sua diferenciação.

Prefira a organização em caixas, cestas ou gavetas transparentes. Para melhorar a organização, coloque cada tipo de brinquedo numa caixa (instrumentos musicais, legos, alimentação, carros, etc. em caixas separadas), assim a criança fica mais animada e concentra-se melhor numa atividade.

Pode parecer curioso, mas as crianças gostam que tudo tenha o seu lugar – é uma forma de ensiná-las a arrumar e, sobretudo, a serem pessoas organizadas.

Tome nota das nossas duas dicas parra arrumar brinquedos:

  • Evite caixas muito opacas e fechadas, é necessário que a criança veja os brinquedos disponíveis. As caixas abertas são as preferidas, até pode colar uma foto do tipo de brinquedo em frente à caixa.
  • Não coloque todos os brinquedos à disposição ao mesmo tempo. Prefira mais ou menos 4 caixas, dependendo da idade e do temperamento da criança. Assim, estará a promover a descoberta e a autonomia. De facto, ao colocar todos os brinquedos à sua disposição, o seu filho corre o risco de pegá-los todos ao mesmo tempo, mudando de um para o outro em poucos segundos, sem nunca se concentrar numa única atividade. Além disso, fica tudo mais desarrumado e é um stress também para si!

3. O guarda-roupa montessoriano

Quando a criança tiver idade suficiente para escolher as suas roupas e vestir-se sozinha, certifique-se de que as roupas estejam acessíveis e visíveis. É uma forma de dar mais autonomia e segurança à criança. Se não ficou com o outfit perfeito, do seu ponto de vista, para ela estará e é o mais importante, porque promove a auto-confiança.

Além disso, irá poupar o seu tempo todas as manhãs!

4. Que outras dicas devo ter em conta para um quarto Montessoriano de sucesso?

No quarto Montessoriano do seu filho pode, também, apostar no seguinte:

  • Um espelho: é um clássico no layout de um espaço Montessori. Promove a aprendizagem e a autonomia. Colocado horizontalmente, na parte inferior do chão, o espelho permite mil fantasias à criança quando é pequena. Também desenvolve a consciência da criança, à medida que se vai reconhecendo gradualmente. Desta forma, a criança gatinha e começa a brincar com a sua própria imagem. Quando crescer, o espelho pode ser posicionado na vertical, para ajudá-la a vestir-se.
  • Uma poltrona: geralmente é escolhido em vime ou em baloiço, para um ambiente mais acolhedor e calmo. O mais importante é que esteja sempre posicionado no mesmo lugar do quarto, para que a criança tenha uma referência quando o adulto passar um momento de relaxe com ela. Muitas vezes, o cadeirão fica perto de uma estante de livros. Pode ser usado para alimentar o filho, para ler um livro ou para dar colo.

5. Que cuidados devo ter em termos de decoração?

Não nos podemos esquecer da decoração de quartos!

Em termos decorativos cada um faz como mais gostar, mas há duas coisas que devem ser evitadas:

  • Padrões enormes/desenhos nas paredes que tendem a distrair. Trabalhar com paredes muito marcadas não facilita a concentração de uma atividade.
  • As paredes escuras. Embora estejam muito na moda, o ambiente fica muito pesado e a criança precisa de um quarto luminoso, pois é mais relaxante e reconfortante. A madeira clara, a cor branca ou os tons pastel são excelentes alternativas para decorar o quarto de uma criança.
Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais