Qual o melhor chão para a minha casa de banho?
sexta, 21 de setembro de 2018 Homify Sílvia Cardoso JDias

Escolher o tipo de pavimento para a casa de banho e a cozinha é diferente de escolher para o resto da casa. Para além da durabilidade e beleza que se procuram sempre, é preciso ter em conta que se tratam de divisões de elevado tráfego onde a água é usada abundantemente. O material para o chão deve, assim, ser especialmente resistente à humidade e, claro está, fácil de limpar.

A boa notícia é que, hoje em dia, há uma pletora de boas opções para revestir o chão da casa de banho. Aqui à homify, chegam-nos muitos projectos de casas de banho modernas que incorporam materiais inovadores, esteticamente apelativos e muito funcionais.

Neste livro de ideias, vamos dar-lhe conta dos materiais mais populares para pavimentar a casa de banho e ilustrar as nossas sugestões com espaços portugueses. Se gostar de algum deles e quiser igual para a sua casa, basta carregar sobre a etiqueta “contactar” que está em cada imagem para falar com o profissional responsável pelo projecto.

Vamos a isso?

​1. Ladrilho hidráulico

Começamos o nosso artigo por um tipo de revestimento que está entre as tendências mais marcantes dos últimos anos: o ladrilho hidráulico (também conhecido por mosaico ou piso hidráulico). O material consiste em peças de formato pequeno fabricadas em cimento pigmentado em moldes trabalhados com uma prensa hidráulica (daí o home). O ladrilho hidráulico esteve muito na moda durante os anos ’70 e regressou agora em força com desenhos inovadores e cores que captam a atenção (embora também exista em tons sóbrios). Estas peças de cerâmica elevam qualquer que seja o espaço onde se insiram. Uma casa de banho simples e em tons neutros, por exemplo, ganha, de imediato, um novo élan com um pavimento em ladrilho hidráulico.

​2. Porcelanato ou azulejo cerâmico?

O porcelanato é uma excelente escolha para a casa de banho devido ao preço, estilo e resistência à água. Apesar de pertencerem à mesma família, o porcelanato distingue-se do azulejo cerâmico pela resistência à água que é maior. Quando o índice de absorção de água é de 0.5% ou menos, o azulejo é certificado como porcelanato. Numa casa de banho sem duche ou banheira – como uma casa de banho de visitas -, o revestimento para o chão não tem necessariamente que ser tão resistente à água.

Como há muitos tipos de porcelanato, pode ter o chão exactamente como o idealiza. Há, inclusive, à venda, porcelanato que reproduz o efeito de madeira ou pedra. Além do mais, o material existe em diferentes tamanhos e formatos, do quadrangular ao rectangular, passando pelo octogonal e hexagonal. Os mosaicos pequenos são pré-montados em painéis para não ter que colocar um por um. Não não menos importante, é o facto de ser um revestimento fácil de limpar.

Por fim, mas não menos importante, lembre-se que pode instalar aquecimento sob o porcelanato já que o material é frio e, no Inverno, isso pode provocar desconforto. Lembramos, ainda, que é um material escorregadio, mas pode escolhê-lo com uma superfície texturada ou num formato mais pequeno, ambos menos escorregadios.

3. Vinil

O vinil, material muito prático, está, também, entre as escolhas populares para a casa de banho. Se for uma casa de banho só para as crianças (que, por este motivo, se molha muito) tem nele uma das melhores opções já que têm alta resistência à humidade. Aliás, não é por acaso que é usado amiúde em espaços públicos e comerciais.

É facilmente aplicável, pelo que, na maior parte das vezes, a colocação dispensa ajuda profissional. No mercado, encontra-o com características que se adaptam a usos distintos e numa vasta gama de cores e padrões (que imitam materiais como a madeira, pedra, entre outros). Como não é espesso, pode colocá-lo sobre qualquer tipo de piso previamente existente desde que nivelado e uniforme. A isto junta-se a resistência ao fogo e ao calor, a limpeza fácil e as excelentes propriedades acústicas.

​4. Pedra

Ninguém resiste aos encantos de um belo chão de pedra – como o mármore travertino! A pedra não é a escolha mais comum para o chão da casa de banho, sobretudo pelo preço. Ser um material natural de difícil extracção torna-a mais dispendiosa do que outros materiais. Todavia, se tiver orçamento para isso, ficará bem servido com um material bonito, durável e resistente.

Um dos calcanhares de Aquiles da pedra é a porosidade que permite a absorção de água. Na casa de banho, deve ser selada a mantida para prevenir danos provocados pela água. Se optar por pedra, aconselhe-se junto do fabricante e peça uma pedra que não seja escorregadia. Apesar de o material não parecer escorregadio quando seco, pode tornar-se bastante depois de molhado. Aconselhamo-lo, ainda, a considerar a adição de aquecimento radiante sob a pedra. O aquecimento fará com que a pedra atinja a temperatura natural que é mais confortável para os pés.

​5. Linóleo

Começamos por sublinhar que nem todos os tipos de linóleo são passíveis de ser utilizados na casa de banho, tanto que a instalação de linóleo numa casa de banho pode anular a garantia do fabricante. Dito isto, não compre sem, primeiro, esclarecer com o fabricante a questão da garantia e a adequação das diferentes opções de material. Vale, ainda, salientar que deve seguir as indicações de uso que lhe forem disponibilizadas.

O material é, no entanto, ecológico e biodegradável quando descartado, fácil de manter desde que bem selado (resiste a manchas e não precisa de limpeza constante) e antimicrobiano. O linóleo é resistente ao surgimento de mofo e ao aparecimento de bactérias e, desde que bem selado contra a penetração de água, impede o aparecimento dos microorganismos nefastos que infectam as casas de banho.

​6. Laminado

Comparativamente à madeira, o laminado tem um melhor desempenho em ambientes húmidos, sendo, por isso, uma escolha mais adequada para a casa de banho.

Existem duas versões de piso laminado: o laminado de madeira e o laminado de alto tráfego. O de madeira é composto por várias lâminas – sendo a última em madeira verdadeira – e possui uma camada de protecção que será tanto mais durável quanto mais densa for. É um piso resistente ao desgaste e riscos e de fácil instalação e limpeza. O laminado de alto tráfego é, igualmente, estável perante os riscos, a sujidade e o desgaste. Não é composto por lâminas, mas sim por partículas de madeira prensadas. A instalação deste piso é fácil.

Ambas as opções são viáveis para a casa de banho. A escolha dependerá das suas ideias, orçamento e do ambiente que pretende criar.

7. Cimento queimado

Super durável e resistente à água, o cimento queimado, que ainda por cima é tendência, é uma excelente escolha para a casa de banho. Com um piso em cimento queimado não tem que se preocupar com a intensidade de uso a que a casa de banho estar sujeita porque é praticamente impossível a superfície ficar riscada. É, além do mais, um tipo de piso acessível uma vez que, seja qual for o revestimento, vai sempre precisar de uma base e o cimento já é a base. A manutenção é, também, muito fácil. Basta passar cera líquida normal a cada cinco meses e limpar com água e um detergente neutro. Mas há mais: se, por acaso, se fartar do cimento queimado, basta colocar outro material por cima porque, como dissemos, a base já está lá. Nesse sentido, é uma escolha deveras flexível e versátil.

Não se esqueça, contudo, de que o material deve ser adequadamente selado e polido porque é poroso e podem surgir manchas. Convém, ainda, frisar que é um material com uma cor e toque frios que fica especialmente bem em casas modernas, minimalistas ou de estilo industrial. Para mitigar essa frieza, recorra a tapetes e combine o cimento com madeira, um material quente que transmite aconchego.

​8. Que profissionais lhe podem ser úteis?

Ainda tem dúvidas sobre que piso escolher para a sua casa de banho? Confie o projecto a um designer de casas de banho. Este profissional sabê-lo-á ajudar ao longo de todas as etapas que incluem, claro está, a escolha dos revestimentos. Ao consultar a nossa lista de designers de casas de banho em Portugal, não se esqueça de afunilar a sua pesquisa através da adição do seu código postal ou nome da área servida. Poderá, também, ser-lhe oportuno consultar os projectos dos arquitectos e designers de interiores registados na homify.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais