Blog

Architecture, Design, Art and Lifestyle

This is your magazine specializing in Architecture, Design, Art and Lifestyle as complements to Space Decoration. Here we will reveal the national and international trends that are marking the segment and that will surely inspire you. With our contents we share fascinating and revealing stories in order to truly involve our readers with the projects, places and people we publish, in an intimate and familiar way.

10 Coisas que Tem que Fazer para Preparar a Casa para o Outono
September 21, 2022

10 Coisas que Tem que Fazer para Preparar a Casa para o Outono

Já estamos a menos de um mês do fim do Verão, o que significa que está na hora de começar a pensar no que tem que fazer para preparar a sua casa para o Outono. É precisamente nesta fase de fim de Verão que deve percorrer a sua lista de afazeres para estar completamente pronto quando os dias mais frios chegarem para ficar. As nossas casas são o nosso aconchego e refúgio, mas dão trabalho e exigem cuidado e manutenção regulares para que continuem a dar resposta às nossas necessidades e a ir ao encontro dos padrões de conforto que procuramos.No entanto, não precisa de entrar num frenesim. Hoje, e para o ajudar nesse sentido, partilhamos consigo uma lista com 10 pontos a tratar para fazer esta transição da forma mais cómoda e suave possível.1 – Limpe ou Substitua as Calhas dos TelhadosFolhas, ramos, galhos, frutos a cair e as primeiras chuvas a chegar e as calhas do seu telhado entupidas, impedindo que a água drene devidamente. Descurar a limpeza ou a substituição das calhas (nos casos em que isso se aplique e faça sentido) pode levar ao surgimento de danos estruturais, por isso, não negligencie este ponto e limpe cuidadosamente as calhas antes de começar o Outono. Se esta é uma tarefa que não pode ou não se imagina a fazer, contrate uma empresa de telhados que a faça por si (e que, já agora, inspeccione o telhado para que perceber se este tem outros problemas que devam ser tratados atempadamente).2 – Leve os Móveis de Exterior para Dentro ou Cubra-osOs móveis de exterior são fabricados em materiais muito mais resistentes, o que não significa que deva deixá-los na rua sob as condições meteorológicas adversas do Outono. Depois de terminada a temporada de Verão, leve os seus móveis do exterior para o interior. Se não tem onde guardá-los, cubra-os com capas à prova de água. Os outros acessórios de exterior, como as camas de rede, os guarda-sóis ou as almofadas devem, também eles, ser levados para dentro.3 – Verifique o Isolamento de Portas e JanelasDe nada lhe interessa ter um excelente sistema de aquecimento se o calor se perder pelas janelas ou portas. Aliás, a perda de calor por janelas é responsável por 25-30% do uso de energia de aquecimento. Mas não tem que ser assim. Fazer a calafetação de janelas e de portas é simples e pouco dispendioso.4 – Inspecione Aparelhos de Aquecimento Antes de Começar a Usá-losInspecione todos os aparelhos de aquecimento antes de começar a usá-los. Para o efeito, pode chamar uma equipa profissional para lhe fazer uma limpeza e manutenção dos mesmos. Este ponto é extremamente importante não só para garantir um uso eficiente dos aparelhos (o que se refletirá no seu conforto e custos) como também para a sua segurança e da sua família.5 – Troque as PilhasUma vez por ano, verifique se todos os detectores de fumo e dispositivos de monóxido de carbono estão a funcionar. Como vai testar os aparelhos de aquecimento, também pode – e deve – acrescentar estes à lista.6 – Programe o TermostatoCaso tenha termostato – se não tem, considere instalar um – programe-o para receber o Outono. O termostato é utilizado para automatizar os processos, tendo como principal função detectar as variações de temperatura e corrigir as amplitudes térmicas, mantendo os ambientes com uma temperatura sempre amena e saudável.7 – Fertilize a Relva e Prepare o Jardim para as Temperaturas mais FriasÉ melhor prevenir do que remediar. Se deseja ter um relvado com óptimo aspecto na Primavera e no Verão, deve prepará-lo no Outono e no Inverno. As raízes ainda estão vivas quando a relva não está a crescer, por isso, a aplicação de fertilizantes evitará estragos no Inverno. 8 – Mude os Têxteis da CasaCom as temperaturas mais baixas, chega também o momento de substituir os edredões (e as capas dos mesmos) por uns mais quentinhos. Tire tudo da cama e ponha a lavar. Faça, depois, a cama com têxteis mais quentinhos e adequados para o Outono e o Inverno. Use tecidos mais quentes, ponha uma mantinha aos pés das camas (e nos sofás) e mude as capas das almofadas para uma decoração mais outonal.9 – Limpe e Organize a Casa a FundoAntes que comece mais um ano lectivo, dedique-se a limpar e a organizar a casa a fundo. Livre-se do que já não quer, gosta ou usa, doando ou vendendo em lojas de segunda-mão. Liberte espaço em sua casa e veja se lhe está a fazer falta alguma coisa. Acumular não é prático nem benéfico para a nossa saúde mental.10 – Decore os Espaços com AconchegoNão precisa de alterar por completo a decoração da sua casa, mas pode dar-lhe um toque mais outonal com cores quentes, velas (com aromas agradáveis como a canela ou o pinho), vasos com flores secas, tecidos mais ricos e/ou texturados, entre outras coisas.

Read more
Pavimentos de casa de banho: qual escolher e o que ter em conta
September 07, 2022

Pavimentos de casa de banho: qual escolher e o que ter em conta

Os diferentes pavimentos de casa de banho vão influenciar no conforto do dia a dia. Saiba como escolher e o que ter em conta.Pavimentos de casa de banho: temos as melhores dicas e sugestões de compra para quem quer acertar na escolha e não gastar dinheiro em vão. Saiba qual escolher e quanto vai gastar. Fique connosco.Na altura de construir ou remodelar casas de banho há muito para planear antes de passar à fase de execução das obras. Por isso mesmo, reunimos dicas essenciais para quem está de olhos postos nas melhores tendências, que garantem ótimos resultados e prometem respeitar o orçamento, mantendo a saúde da sua carteira em dia.Neste artigo vamos focar num ponto fundamental e que deve estar no topo da lista de tarefas: a escolha do pavimento ideal para a sua casa de banho. Antes de mais, deve saber que é neste ponto que deve concentrar atenções especiais, pois esta escolha vai traduzir-se numa fatia considerável dos gastos com as obras na casa de banho.Reserve uma parte generosa do seu orçamento para o piso e os azulejos e mantenha o foco na higiene e na manutenção dos materiais escolhidos.MERGULHE NO CONFORTO COM O PAVIMENTO CERTO PARA A SUA CASA DE BANHOA casa de banho é onde pode relaxar ao final de um dia de trabalho, onde vai descansar os músculos após um treino exaustivo, onde vai arranjar-se ao espelho antes de sair de casa e onde os mais novos vão adorar brincar na água. Arriscamos, até, dizer que esta é a divisão onde o conforto e a qualidade dos materiais escolhidos mais importa. Concorda?Seja para limpar-se da areia depois da praia ou para remover a sujidade depois de um passeio de bicicleta o que importa aqui é contar com um pavimento que seja capaz de suportar processos de limpeza regulares e não se estrague com arranhões e manchas. Se achava que não era possível ter um pavimento de casa de banho bonito e resistente a preços justos, em cerâmica, vinil ou laminado, desengane-se. Já pode começar a sonhar com isso.PAVIMENTOS DE CASA DE BANHO: COMO ESCOLHER?A escolha dos materiais que vai usar na sua nova casa de banho é pessoal, claro. Mas, a par dos gostos, a escolha deve ser baseada, também, na qualidade e em algumas características essenciais que este ambiente exige.Por que razão deve escolher cuidadosamente os melhores materiais para o pavimento da casa de banho? A resposta é simples: porque esta decisão é uma das que vai ter mais peso no resultado final – quer na questão visual, quer no orçamento das obras. Mas, então, como fazer a escolha certa? Nós ajudamos.6 dicas para escolher o pavimento da casa de banho e ter mais benefícios todos os diasAntes de mais, já decidiu se prefere que o pavimento da casa de banho seja frio ou quente ao toque? Pavimentos cerâmicos, vinílicos ou flutuantes, com efeito de pedra natural, carvalho quente, nogueira ou madeira branca, têm resultados diferentes. Seja qual for a sua preferência, não esqueça de garantir que escolhe um material à prova de riscos.Claro que, ainda no topo da lista de dicas, destacamos um conselho essencial: dê atenção aos materiais que sejam realmente resistentes à água.Procure por materiais com características específicas que garantam maior durabilidade e menor esforço de manutenção regular.O material deve ter baixo nível de porosidade para, assim, manter longe as manchas no piso e ser uma opção mais higiénica a longo prazo.Escolha um pavimento com características antiderrapantes, afinal, este é um ambiente que estará sujeito à humidade constante.Opte por pavimentos de casa de banho com necessidade reduzida de juntas.3 TIPOS DE PAVIMENTOS DE CASA DE BANHO A TER EM CONTAPavimento cerâmicoO pavimento cerâmico é uma das escolhas mais comuns no que toca aos pavimentos de casa de banho e cozinha. Sendo este um material resistente e impermeável, torna-se portanto ideal para estes tipos de ambientes. No entanto, deve-se ter em conta que este tipo de soalho é frio ao toque. Se esta é uma característica a evitar, os pavimentos cerâmicos não são para si.Outro aspeto a ponderar é a sua aplicação, que deixa resíduos e tem algum nível de dificuldade. Isso aumenta o preço da instalação.Pavimento vinílicoEsta é uma opção alternativa para casas de banho. À semelhança do pavimento flutuante, o piso vinílico é duradouro e garante conforto e impacto visual a preços mais reduzidos. Confortável e de toque quente, este tipo de piso conta com um acabamento plastificado que garante a sua resistência à humidade – ao contrário de outros materiais, como a madeira.Contudo, é preciso ter especial atenção à sua aplicação, garantindo que a superfície fica completamente nivelada e limpa, caso contrário, o piso ganha fissuras ou bolhas.E, para quem gosta de ousar e quer dar um toque original e de cor à casa de banho, a opção de pavimento vinílico com efeito mosaico de azulejos, que facilmente pode encontrar no mercado, promete encher os olhos. Escolha um que seja compatível com as necessidades exigidas: antiderrapante, à prova de água e de manchas, ou riscos.Pavimento flutuanteO pavimento flutuante é, indiscutivelmente, o pavimento de eleição dos portugueses. Provavelmente porque é um material simples de instalar e bastante versátil, apresentando-se com efeito de madeira em padrões diversos. Outro ponto positivo é a sua alta durabilidade e necessidade reduzida de manutenção.Ponto negativo desta escolha: para ter um piso flutuante na sua casa de banho deve escolher materiais resistentes à agua e impermeáveis. Isso pode significar ter de pagar até três vezes mais do que a sua verão tradicional.Há cada vez mais tipos de pavimentos de casa de banho com diferentes efeitos e preços. Aposte nas principais tendências e garanta o efeito visual que sonhou, mas dê prioridade ao conforto e à durabilidade dos materiais que leva para casa. Certifique-se que faz a escolha acertada.

Read more
Decoração que não sai de moda: conheça 8 tendências intemporais
August 31, 2022

Decoração que não sai de moda: conheça 8 tendências intemporais

Se o objetivo é encontrar uma decoração que não sai de moda, então saiba que há algumas tendências e objetos totalmente intemporais. E apesar de sabermos que todos os anos surgem tendências de decoração novas, que complementam ainda mais os ambientes que compõem as nossas casas, a verdade é que existem tendências de decoração que nunca saem de moda e que são conhecidas por embelezar qualquer ambiente.Por isso, se o objetivo for obter conforto e praticidade através da decoração sem ter que estar sempre a alterar as cores ou os móveis dos espaços, é importante pensar bem antes de escolher. Fique connosco e conheça as tendências intemporais que se mantêm vivas pela sua beleza. 8 TENDÊNCIAS DE DECORAÇÃO QUE NÃO SAI DE MODANo mundo da decoração existem várias tendências e objetos decorativos que são clássicos e que fazem parte da montagem de qualquer ambiente. Falamos de almofadas, mesa, cadeiras ou tapetes, por exemplo.A decoração que não sai de moda engloba objetos que são óbvios e que não podem faltar em espaço algum. Mas afinal, como se pode diferenciar algo intemporal? Confira as tendências. 1. Móveis de madeira e linhas retasUma das tendências de decoração que não sai de moda é precisamente o uso de móveis de madeira e linhas retas. Sabia que as linhas retas são bastante utilizadas por serem mais agradáveis aos olhos e ajudarem a proporcionar mais espaço? Podem ter linhas modernas q.b., mas os móveis em madeira conseguem trazer um toque mais rústico para a decoração, mantendo sempre o charme e a beleza de cada ambiente. 2. Estampados clássicos e animal printSe gosta de investir em cor e padrões em sua casa, então saiba que os estampados clássicos nunca saem de moda: desde padrões florais, riscas, tweeds, Chevron, xadrez, pied-de-poule e muitos outros. As opções podem ser várias e o importante é aproveitar os padrões para variar nos tons de cores e aproveitar o máximo o ambiente de sua casa. Design + padrão que duram uma vidaO animal print tornou-se uma tendência de decoração intemporal, podendo ser utilizado em diferentes tipos de objetos como tapetes, almofadas, mantas, livros, quadros, colchas ou até cadeiras e poltronas. 3. Vasos grandesIncluir vasos na decoração nunca saíra de moda. No entanto, deve saber qual o vaso ideal para cada tipo de ambiente em sua casa. Ou seja, deve pensar sempre sobre algumas questões como: irei utilizar o vaso como elemento principal no espaço ou não? A planta que tenho para o vaso tem o tamanho adequado?  Natureza em casaOs vasos e as plantas nunca saem de moda e a verdade é que ter algum elemento da natureza na decoração de nossas casas ajuda a proporcionar o nosso bem-estar e harmonia. 4. TapetesOs tapetes são peças de decoração de interiores capazes de transformar qualquer espaço. Por este mesmo motivo, são considerados uma das tendências de decoração intemporal que precisa de ser destacada nos dias de hoje. Além de ajudarem a delimitar os espaços e a criar pequenas áreas com destaque, os tapetes são itens que trazem vida para qualquer divisão e que transformam facilmente a atmosfera do espaço. Tapetes para muitos anosInvista em tapetes maioritariamente em tons neutros, mas não abra mão de algum padrão, se preferir – os do tipo kilim são excelentes exemplos. 5. CouroAo contrário do que possa pensar, o couro é um clássico das tendências de decoração em todo o mundo. Desde poltronas em couro, sofás, móveis e até puxadores de móveis feitos em couro, as opções são várias e todas são capazes de encher o espaço de requinte e sofisticação.Sofá em couroÉ bastante improvável que, ao longo dos anos, sinta arrependimento com a compra de um sofá em couro. É um móvel versátil, que atravessa tendências e que conjuga sempre bem com diversos elementos e cores na decoração. 6. GessoUtilizar acabamentos em gesso faz definitivamente parte de um tipo de decoração mais clássica, mas que nunca sai de moda. Isto porque o gesso marca presença em qualquer espaço e pode ser encontrado nas paredes, nos tetos ou nos rodapés.Atualmente até já há quem opte por adicionar alguns acabamentos em gesso às paredes, para conseguirem imitar os ornamentos antigos e darem um ar mais sofisticado às divisões.7. Candeeiros de chãoAo contrário de alguns candeeiros de teto, estes nunca saem de moda e ficam bem em qualquer espaço. Ou ao lado do sofá, ou no hall de entrada, nos quartos ou no escritório, as opções são várias. O importante é escolher um que se adapte à decoração que tem e que seja fácil para conjugar com outras cores, texturas e padrões. E quanto à luz, o melhor mesmo é investir em lâmpadas com uma tonalidade amarelada para obter mais conforto. 8. Objetos personalizadosQualquer objeto personalizado é, por norma, uma tendência de decoração que não sai de moda. No fundo, colocar um pouco da sua personalidade na decoração de sua casa é fundamental para criar um espaço único e que o represente de alguma forma.Objetos como espelhos, estátuas, vasos ou quadros com molduras bem originais, por exemplo, são sempre um must em qualquer tipo de decoração. Não tenha medo de arriscar e comece já a personalizar alguns objetos. Madeira, espelho, vasos, arte e mesas de apoio de design, para uma decoração que nunca sai de moda.  

Read more
Como ter roupeiros por medida a custo reduzido?
August 24, 2022

Como ter roupeiros por medida a custo reduzido?

Sempre sonhou em ter um closet ou um roupeiro por medida e personalizado? Uma das soluções mais acessíveis será de projetar um roupeiro sozinho, seja roupeiro embutido ou roupeiro de canto. De facto, é realmente possível construir um armário personalizado, mesmo sem ter que ir a uma loja de móveis! Precisa de conselhos para aprender a fazer um roupeiro por medida? Está com sorte, explicamos-lhe tudo já de seguida, não perca!Opções de roupeiro: em Kit ou DIY?Nem sempre é necessário encomendar móveis ou contratar um profissional para instalá-los. Se tiver uma caixa de ferramentas bem abastecida e algumas habilidades de bricolage pode poupar (muito) dinheiro. Por exemplo, pode aproveitar fazer um guarda-roupa prático para espaços onde tem um pequeno espaço. Tem duas soluções que variam em desempenho e nível de dificuldade:- A primeira solução é comprar um kit de guarda-roupa pronto para montar que pode encontrar facilmente em lojas de mobiliário (Ikea, Leroy Merlin, AKI… )  ou encomendar diretamente pela internet. Este kit é, geralmente, fácil de montar e vem acompanhado com todas as peças necessárias para a montagem.- A segunda solução é fazer tudo você mesmo! Parece uma coisa impossível, mas na verdade poupa mais e constrói um roupeiro sólido, embora possa requerer mais tempo e algum savoir-faire para a sua realização. Seja qual for a sua escolha, vamos ajudá-lo a ter um guarda-roupa barato, funcional e prático!Fabricar um roupeiro: material e acessórios necessáriosA escolha de materiais e acessórios depende essencialmente da solução escolhida para fazer o closet. Se tiver tudo o que precisa à mão e assim que começar, o trabalho será mais fácil e rápido de concluir.- Material para montar um kit de guarda-roupa pronto para montar: para medidas e anotações, irá precisar de um lápis e de uma fita métrica. Uma chave de fendas será necessária para perfurar e aparafusar. Também precisará de um martelo e uma marreta. O kit terá todas as peças necessárias e respetivos acessórios: buchas, parafusos de madeira, parafusos, puxadores, varão…- Material para fazer todas as partes de um roupeiro: para a estrutura é necessário preparar tábuas e prateleiras de madeira. Tenha uma suta para marcar a madeira e um acessório para medir (metro articulado, fita métrica, esquadro de carpinteiro ou esquadro de cepo). Precisa também de serras para os trabalhos de cortes, manual e elétrica. Precisa de uma parafusadora, berbequim, chave de fenda, martelo e parafusos de madeira. A fixação das prateleiras necessita do uso de cremalheiras e cavilhas.Fabricar um roupeiro passo a passo1- Meça e marque as medidasO primeiro passo será, obviamente, medir o espaço em que quer fazer o seu armário. As medidas serão essenciais para projetos específicos, como armários no sótão ou armários de canto.Depois de ter feito isso, já pode projetar o plano do roupeiro, pensando exatamente em todas as suas necessidades. Deve ter em consideração:- Medições do espaço: nunca se esqueça que o seu armário deve encaixar-se perfeitamente e não ocupar muito espaço. - As dimensões exatas do armário: calcule o comprimento, a largura e a altura do seu armário. Considere também abrir as portas, se necessário. - Prateleiras: Um roupeiro é projetado com várias prateleiras. Cabe-lhe a si pensar na quantidade e no posicionamento. Se quiser usar acessórios (caixas, gavetas, etc.), leve em consideração as suas dimensões.Uma vez que o seu plano esteja bem definido, pode traçar as medidas diretamente na parede, usando um lápis. Isso facilitará a instalação do seu armário.Dica: Não hesite em criar um protótipo do seu futuro armário (por exemplo, com cartão), para ter uma ideia precisa das suas dimensões e do espaço que irá ocupar no seu quarto.2. Recorte os materiaisPara fazer o seu armário, o ideal é usar materiais que consegue cortar sozinho. Em geral, usa-se tábuas de madeira, que têm a vantagem de serem envernizadas ou pintadas da forma que desejar.Também pode optar por painéis de partículas de melamina para contornos de móveis. Este material pode ser facilmente serrado e tem a vantagem de ser muito forte.Também é possível usar gesso cartonado, para projetar o seu armário. Este último pode então integrar-se discretamente com a estrutura da sua parede.De acordo com os seus planos, não se esqueça de recortar materiais sob medida, mantendo-se o mais próximo possível das dimensões que criou antes.3. Encaixar o armárioPara fazer um roupeiro, começamos por projetar a estrutura, ou seja, o quadro do armário. É essencial que os quadros sejam sólidos, porque são eles que vão apoiar os móveis.Há duas soluções disponíveis para si:- Construir um armário embutido: a solução mais fácil pode ser usar uma ou mais paredes na divisão, como suporte do roupeiro. Este será o caso, por exemplo, se criar um closet embutido. Desde que a sua parede seja capaz de suportar o peso, a construção ficará mais sólida. - Construa um armário independente: será mais difícil (mas não impossível) projetar um roupeiro independente, que não esteja localizado num canto do espaço. Para ter certeza de ter uma construção sólida, deve fixar a estrutura ao teto como na parede. Uma vez que a estrutura esteja montada e sólida, será capaz de fixar as prateleiras de acordo com o seu plano inicial. Lembre-se de usar suportes de parede para reforçar as suas prateleiras. É bem possível fixar também varões ou qualquer outro acessório.4. A porta do roupeiroQuer um roupeiro aberto ou fechado? No caso de optar por um roupeiro fechado, pode optar por uma porta sob medida e personalizada, para um acabamento perfeito. Deve então ter as medidas da porta antes da projeção do armário, para ter certeza de que tudo ficará posicionado corretamente.Tenha cuidado ao colocar as portas do seu roupeiro, é melhor ter um nivelador. Caso contrário, pode correr o risco de não ter uma porta direita e mal encaixada.Para uma solução já feita é menos difícil de pôr em prática, pode considerar a instalação de um kit de portas de correr ou apenas uma cortina. Estas opções têm a vantagem de serem muito adaptáveis, ao contrário das portas convencionais.Num closet também é possível considerar um roupeiro aberto, o que permitirá economizar espaço.5. AcabamentosAgora que o seu armário está montado! Lembre-se de verificar se tudo está no devido lugar e bem fixo. Era desagradável se as suas prateleiras caíssem com o peso das roupas. Se desejar, pode pintar completamente ou decorar o novo closet ao seu gosto. Tudo o que precisa fazer é preenchê-lo! 6. Detalhes e decoração do roupeiro Para que o seu roupeiro seja de sonho mesmo, não hesite em adorná-lo com detalhes do outro mundo. Por exemplo, puxadores diferentes, uma iluminação LED, um tapete à frente do roupeiro ou um bonito cadeirão. Conselhos:- Se precisar de ajuda profissional para montar ou criar o seu closet sob medida num canto da casa mais ambíguo, não hesite em contactar um carpinteiro. Para um projeto de criação um designer de interiores será o profissional mais indicado.- Não negligencie a qualidade da madeira do seu roupeiro.  - Para organizar a roupa do dia seguinte pode colocar perto do roupeiro uma escada de madeira. Roupeiros por medidaEste artigo está cheio de dicas sobre como conseguir roupeiros baratos. O quarto é a divisão onde é mais comum haver um roupeiro embutido, seja um roupeiro de canto ou um guarda roupa embutido na parede com porta de correr.Já pode pôr mãos à obra e fazer o seu roupeiro de sonho!

Read more
Decoração low-cost e criar ambientes de luxo? Sim, é possível!
August 17, 2022

Decoração low-cost e criar ambientes de luxo? Sim, é possível!

Siga as nossas sugestões e saiba como conseguir uma decoração low-cost com um efeito bem requintado e único.A decoração low-cost é uma realidade cada vez mais presente nas nossas casas. E não, não é sinal de casas com menos classe ou estilo! Quando bem escolhidas, as peças de baixo valor de compra podem resultar na perfeição num ambiente decorativo e conferir um efeito requintado e luxuoso aos espaços de sua casa.Se quando pensa em decoração low-cost pensa em ambientes sem graça, este artigo vai provar-lhe exatamente o contrário. A verdade é que nem precisa correr muito para perceber isso! Se visitar algumas páginas de Instagram de influencers e bloggers de sucesso, percebe até pelas suas stories que muitos dos seus itens decorativos e até mobiliário são oriundos das chamas lojas low-cost.VANTAGENS E DESVANTAGENS DE UMA DECORAÇÃO LOW-COSTComo em tudo na vida, existem dois lado da moeda no que toca a decoração low-cost. Comprar este tipo de artigos tem várias vantagens associadas e pontos menos bons. Conheça alguns deles.Principais vantagensEconomicamente mais acessíveis;Facilidade em encontrar as peças que pretende (efeito de produção em massa);Mais fáceis de reparar ou substituir peças que se danifiquem;Grande variedade de oferta e estilos de decoração.Principais desvantagens:Por norma, são peças que se deterioram com mais facilidade (material de menor qualidade);É mais difícil obter peças únicas;Torna-se por vezes difícil escolher as melhores peças dentro de tantas opções.OPÇÕES DE DECORAÇÃO LOW-COST: ALGUNS EXEMPLOS DE REVESTIMENTOSRevestimentos que imitam madeira, pedra e, até, mármore italiano. Neste caso, é mais importante parecer do que ser e, por isso, qualquer uma destas propostas vai produzir um excelente efeito no ambiente de sua casa. Não importa se se trata ou não de uma decoração low-cost.O importante é conseguir dar estilo à sua casa, sem prejudicar o seu orçamento doméstico. Acha impossível? Olhe que não é.Porcelanatos que imitam madeiraImitação de tábuas de madeiraCaracterísticas: impressão em digital full HD com aparência de tábuas de madeiraOnde aplicar: parede, piso, fachada, deck de piscina, etc.Preço médio: 19,99€/m²Imitação de estilo rústicoCaracterísticas: aparência de madeira e acabamento rústicoOnde aplicar: paredePreço médio: 14,99€/m²Revestimentos que imitam mármore e pedraCaracterísticas: o cerâmico é inspirado em pedras de tonalidade cinzaOnde aplicar: superfícies exterioresPreço médio: 11,99€/m²Imitação do mármore italianoCaracterísticas: revestimento que imita o mármore travertino, numa impressão digital full HDOnde aplicar: piso e parede interiores, fachada e deck de piscinaPreço médio: 26,99€/m²Imitação de azulejos e ladrilho hidraúlicoCaracterísticas: revestimento e piso cerâmico com impressão digital full HD que imita o tradicional azulejo portuguêsOnde aplicar: áreas interiores, como cozinhas, e exteriores, como alpendres e quintaisPreço médio: 18,99€/m²Revestimentos que imitam tijolosImitação de tijolo castanhoCaracterísticas: com o uso da tecnologia full HD, o revestimento em cerâmica simula o aspeto de tijolosOnde aplicar: zonas exteriores, como a garagem, a varanda ou o quintalPreço médio: 13,99€/m²Imitação de tijolo e pedraCaracterísticas: feito de pó de pedra e resina, ele cria perfeitamente o efeito de tijolos e pedras, mostrando ainda um efeito decorativo. O revestimento tem alta resistência, permeabilidade e é amigo do ambienteOnde aplicar: zonas exteriores, como a garagem, a varanda ou o quintalPreço médio: 14,99€/m²ESTILOS DE DECORAÇÃO LOW-COSTDecoração mais modernaHoje é quase obrigatório ter uma Kallax da loja Ikea em casa. Super versátil em termos de resultado final, dá para montar em várias orientações e o tipo de finalização é escolhido por si, quadrados à vista, cestos, gavetas ou outro.A verdade é que esta opção de decoração low-cost, apesar de muito comum nas nossas casas, parece sempre diferente porque cada um a organiza à sua maneira!Preço: 49,99€Decoração estilo nórdicoSe a decoração nórdica sempre foi a sua orientação mas acabava por não comprar peças neste estilo por achar que a maior parte das coisas eram muito caras, está enganado! Atualmente é muito fácil comprar peças bem acessíveis e totalmente dentro deste conceito. Exemplo disso são estas cadeiras de mesa.Preço: 16,66€Decoração mais tradicionalSe prefere algo mais no estilo vintage, isso hoje em dia também já não é um problema. Com a diversificação da oferta, as opções de decoração low-cost são cada vez maiores e mais alargadas.Confira esta opção de banco e cheio de estilo, que combina na perfeição com espaços como uma cozinha ou uma sala concebida para um ambiente mais tradicional.Preço: 23,99€ITENS DECORATIVOS QUE FAZEM A DIFERENÇAPlanta artificialEsta opão de objeto low-cost é ideal para quem adora um toque de verde lá em casa, mas não tem muito tempo (ou mesmo jeito) para tratar de plantas verdadeiras.Com um toque de dourado, traz a qualquer espaço o pormenor de requinte e luxo que faltava, sem ter para isso de gastar um montante muito avultado!Preço: 22€Espelho decorativoComo vê, para ter um espelho cheio de estilo em casa não precisa desembolsar perto de uma centena de euros; na verdade, por pouco mais de dez já consegue o feito! E este é bem estiloso, glamoroso e, claro, entra no conceito de decoração low-cost.Preço: 12€Agora que lhe apresentamos um sem fim de opções para uma decoração low-cost cheia de glamour e elegância, não hesite em espreitá-los pessoalmente e, quem sabe, lhe surgirão imediatamente ideias de coisas para fazer aí por casa. Já sabe que todos se inserem no conceito de decoração low-cost e, por isso, não tem de se preocupar em fazer grandes poupanças para adquiri-los.Aliás, a decoração low-cost pressupõe isso mesmo: o uso de produtos a baixo custo, para não despender de quantias elevadas e poder mudar os espaços de sua casa, sempre que quiser.

Read more
Do you want to renovate your home? We can help you!
If you want a quote, send us a message.

Follow us on social networks