Blog

Architecture, Design, Art and Lifestyle

This is your magazine specializing in Architecture, Design, Art and Lifestyle as complements to Space Decoration. Here we will reveal the national and international trends that are marking the segment and that will surely inspire you. With our contents we share fascinating and revealing stories in order to truly involve our readers with the projects, places and people we publish, in an intimate and familiar way.

Decoração low-cost e criar ambientes de luxo? Sim, é possível!
August 17, 2022

Decoração low-cost e criar ambientes de luxo? Sim, é possível!

Siga as nossas sugestões e saiba como conseguir uma decoração low-cost com um efeito bem requintado e único.A decoração low-cost é uma realidade cada vez mais presente nas nossas casas. E não, não é sinal de casas com menos classe ou estilo! Quando bem escolhidas, as peças de baixo valor de compra podem resultar na perfeição num ambiente decorativo e conferir um efeito requintado e luxuoso aos espaços de sua casa.Se quando pensa em decoração low-cost pensa em ambientes sem graça, este artigo vai provar-lhe exatamente o contrário. A verdade é que nem precisa correr muito para perceber isso! Se visitar algumas páginas de Instagram de influencers e bloggers de sucesso, percebe até pelas suas stories que muitos dos seus itens decorativos e até mobiliário são oriundos das chamas lojas low-cost.VANTAGENS E DESVANTAGENS DE UMA DECORAÇÃO LOW-COSTComo em tudo na vida, existem dois lado da moeda no que toca a decoração low-cost. Comprar este tipo de artigos tem várias vantagens associadas e pontos menos bons. Conheça alguns deles.Principais vantagensEconomicamente mais acessíveis;Facilidade em encontrar as peças que pretende (efeito de produção em massa);Mais fáceis de reparar ou substituir peças que se danifiquem;Grande variedade de oferta e estilos de decoração.Principais desvantagens:Por norma, são peças que se deterioram com mais facilidade (material de menor qualidade);É mais difícil obter peças únicas;Torna-se por vezes difícil escolher as melhores peças dentro de tantas opções.OPÇÕES DE DECORAÇÃO LOW-COST: ALGUNS EXEMPLOS DE REVESTIMENTOSRevestimentos que imitam madeira, pedra e, até, mármore italiano. Neste caso, é mais importante parecer do que ser e, por isso, qualquer uma destas propostas vai produzir um excelente efeito no ambiente de sua casa. Não importa se se trata ou não de uma decoração low-cost.O importante é conseguir dar estilo à sua casa, sem prejudicar o seu orçamento doméstico. Acha impossível? Olhe que não é.Porcelanatos que imitam madeiraImitação de tábuas de madeiraCaracterísticas: impressão em digital full HD com aparência de tábuas de madeiraOnde aplicar: parede, piso, fachada, deck de piscina, etc.Preço médio: 19,99€/m²Imitação de estilo rústicoCaracterísticas: aparência de madeira e acabamento rústicoOnde aplicar: paredePreço médio: 14,99€/m²Revestimentos que imitam mármore e pedraCaracterísticas: o cerâmico é inspirado em pedras de tonalidade cinzaOnde aplicar: superfícies exterioresPreço médio: 11,99€/m²Imitação do mármore italianoCaracterísticas: revestimento que imita o mármore travertino, numa impressão digital full HDOnde aplicar: piso e parede interiores, fachada e deck de piscinaPreço médio: 26,99€/m²Imitação de azulejos e ladrilho hidraúlicoCaracterísticas: revestimento e piso cerâmico com impressão digital full HD que imita o tradicional azulejo portuguêsOnde aplicar: áreas interiores, como cozinhas, e exteriores, como alpendres e quintaisPreço médio: 18,99€/m²Revestimentos que imitam tijolosImitação de tijolo castanhoCaracterísticas: com o uso da tecnologia full HD, o revestimento em cerâmica simula o aspeto de tijolosOnde aplicar: zonas exteriores, como a garagem, a varanda ou o quintalPreço médio: 13,99€/m²Imitação de tijolo e pedraCaracterísticas: feito de pó de pedra e resina, ele cria perfeitamente o efeito de tijolos e pedras, mostrando ainda um efeito decorativo. O revestimento tem alta resistência, permeabilidade e é amigo do ambienteOnde aplicar: zonas exteriores, como a garagem, a varanda ou o quintalPreço médio: 14,99€/m²ESTILOS DE DECORAÇÃO LOW-COSTDecoração mais modernaHoje é quase obrigatório ter uma Kallax da loja Ikea em casa. Super versátil em termos de resultado final, dá para montar em várias orientações e o tipo de finalização é escolhido por si, quadrados à vista, cestos, gavetas ou outro.A verdade é que esta opção de decoração low-cost, apesar de muito comum nas nossas casas, parece sempre diferente porque cada um a organiza à sua maneira!Preço: 49,99€Decoração estilo nórdicoSe a decoração nórdica sempre foi a sua orientação mas acabava por não comprar peças neste estilo por achar que a maior parte das coisas eram muito caras, está enganado! Atualmente é muito fácil comprar peças bem acessíveis e totalmente dentro deste conceito. Exemplo disso são estas cadeiras de mesa.Preço: 16,66€Decoração mais tradicionalSe prefere algo mais no estilo vintage, isso hoje em dia também já não é um problema. Com a diversificação da oferta, as opções de decoração low-cost são cada vez maiores e mais alargadas.Confira esta opção de banco e cheio de estilo, que combina na perfeição com espaços como uma cozinha ou uma sala concebida para um ambiente mais tradicional.Preço: 23,99€ITENS DECORATIVOS QUE FAZEM A DIFERENÇAPlanta artificialEsta opão de objeto low-cost é ideal para quem adora um toque de verde lá em casa, mas não tem muito tempo (ou mesmo jeito) para tratar de plantas verdadeiras.Com um toque de dourado, traz a qualquer espaço o pormenor de requinte e luxo que faltava, sem ter para isso de gastar um montante muito avultado!Preço: 22€Espelho decorativoComo vê, para ter um espelho cheio de estilo em casa não precisa desembolsar perto de uma centena de euros; na verdade, por pouco mais de dez já consegue o feito! E este é bem estiloso, glamoroso e, claro, entra no conceito de decoração low-cost.Preço: 12€Agora que lhe apresentamos um sem fim de opções para uma decoração low-cost cheia de glamour e elegância, não hesite em espreitá-los pessoalmente e, quem sabe, lhe surgirão imediatamente ideias de coisas para fazer aí por casa. Já sabe que todos se inserem no conceito de decoração low-cost e, por isso, não tem de se preocupar em fazer grandes poupanças para adquiri-los.Aliás, a decoração low-cost pressupõe isso mesmo: o uso de produtos a baixo custo, para não despender de quantias elevadas e poder mudar os espaços de sua casa, sempre que quiser.

Read more
Cozinhas da moda: o segredo para ter uma em casa
August 10, 2022

Cozinhas da moda: o segredo para ter uma em casa

Espaços multifuncionais, com eletrodomésticos inteligentes e cores ousadas. Algumas dicas para mudar (e revolucionar) a cozinha.Esqueça a cozinha como o lugar onde só se prepara a comida. Agora a cozinha é o epicentro de uma casa, assim como a divisão mais renovada dos últimos anos. E a verdade é que as tendências atuais de design para esses espaços estão comprometidas em seguir algo mais arriscado, com cores e materiais capazes de surpreender. Se falamos de moda e cozinhas, eis algumas dicas.Um espaço multifuncionalO ‘open concept’ é uma das correntes que mais está a ser utilizada para cozinhas da moda. As paredes deixam quase de existir e, graças a uma distribuição adequada, os metros quadrados parecem multiplicar-se. E a cozinha tornou-se um recanto multifuncional. Trabalhar na bancada ou fazer os trabalhos de casa são tarefas que já não estão apenas reservadas para os quartos. É por isso que as cozinhas com ilha estão na moda, já que estão adaptadas para viver centenas de momentos.O habitual é centralizar aqui a zona de confeção, embora por vezes o lava-loiça fique situado na ilha e neste caso também é importante colocar a máquina de lavar loiça nesta zona para agilizar os movimentos. Se optar pela primeira opção, os exaustores de teto são opções interessantes. A alternativa mais potente e mais recente em design é a placa flexInduction com exaustor integrado, por exemplo.Cores mais sofisticadasAs tendências de decoração transformaram o preto em branco, tornando-o a cor de referência para o design de cozinhas. Elegante, impressionante, aconchegante, espetacular... adjetivos para cozinhas pretas multiplicam-se nas revistas especializadas de design.A cor pode ser combinada com madeira para um visual aconchegante, ou com aço inoxidável para um toque mais industrial. Qualquer combinação será uma vencedora. Existe uma ampla gama de eletrodomésticos na cor preta: máquinas de lavar a loiça, exaustores de parede, fornos e frigoríficos. E se algo se destaca, são mesmo os frigoríficos Black Inox ou em vidro preto. É possível escolher o tamanho de acordo com a necessidade, desde XXL combinados, até americanos.Eletrodomésticos inteligentesOs eletrodomésticos inteligentes são uma realidade e, sem dúvida, uma peça-chave das cozinhas da moda. Conectar elementos quotidianos ao telemóvel já não apanha ninguém de surpresa.Os eletrodomésticos Siemens, p.ex, são conectados à aplicação Home Connect e, graças a isso, é possível “comunicar” com eles quando quiser, de onde estiver. Com um só clique, é possível pôr a máquina da roupa a lavar, receber uma notificação para trocar os filtros do exaustor, ou ainda criar um ambiente específico brincando com a iluminação do próprio exaustor. Em suma, são projetados para tornar a vida mais fácil.

Read more
Decoração de interiores: o guia que vai querer guardar
August 03, 2022

Decoração de interiores: o guia que vai querer guardar

A decoração de interiores nasce da necessidade de melhorar espaços de forma a dar resposta às necessidades das pessoas. Saiba aqui tudo o que precisa.Se pensa que a decoração de interiores se limita à tradicional ideia de decorar uma divisão da casa, está bem errado. Hoje, o decorador de interiores é também capaz de projetar um conceito, de alterar os espaços com determinados objetivos, dominando tecnologias que lhe permitem ir sempre um pouco mais além, idealmente em articulação com o designer de interiores!Neste artigo vamos fazer uma pequena viagem pelo mundo da decoração de interiores, perceber os seus principais conceitos e diferenças face ao design de interiores. Fique connosco!DECORAÇÃO DE INTERIORES VS DESIGN DE INTERIORESPara que consiga mais facilmente perceber a diferença, veja a decoração de interiores como uma área complementar do design de interiores. Enquanto que o design de interiores faz todo um projeto de remodelação de um espaço, incluindo alterações de estruturas e paredes, a decoração de interiores “joga” com aquilo que tem.Um designer de interiores está habilitado para deitar paredes abaixo ou mudar paredes do sítio. Já um decorador de interiores tem em conta as características do espaço e joga com as mesmas. Podemos quase encarar a decoração de interiores como uma fase de todo o processo de design.Ambos necessitam de competências de gestão de projetos e orçamentos, mas as necessidades de conhecimentos técnicos são diferentes.AS 5 REGRAS DE OURO NA DECORAÇÃO DE INTERIORES1 PesquisarA fase inicial de uma decoração de interiores deve sempre partir da investigação. É necessário consultar revistas da especialidade, visitar exposições, conhecer as lojas certas, pesquisar online, reconhecer estilos de decoração até estar pronto para tomar decisões.Mesmo os decoradores com a máxima experiência procuram sempre sites e profissionais de referência. Além disso, é muito importante estar a par das últimas tendências!2 Respeitar as características do espaçoPara decorar um espaço com o máximo de aproveitamento e estilo é fundamental respeitar não só as características arquitetónicas do edifício, como a finalidade da divisão.E se esses dois primeiros itens são essenciais, um terceiro entra na equação e não pode nunca sair: os gostos, interesses e personalidade das pessoas que vão ocupar esse espaço. Afinal, é para o cliente que o decorador trabalha e é o gosto de cada um que deve estar em cima da mesa e não o da pessoa que fornece o serviço.3 PlanificarEste passo é meio caminho para o sucesso de qualquer projeto: colocar tudo por escrito e devidamente organizado! Possuir um cronograma com todos os passos da decoração, orçamentos conseguidos, medidas de cada um dos objetos e responsabilidades a assumir é absolutamente fundamental para que tudo corra sobre rodas.Além disso, este planeamento acaba por ser uma forma de proteção, tanto para o cliente como para quem está a fazer efetivamente a decoração de interiores, afinal, está tudo escrito no papel! Neste projeto devem estar incluídos todos os detalhes possíveis relativamente ao espaço a ser decorado.4 Ousadia q.b.Qualquer projeto de decoração deve colocar em evidência a ousadia do seu decorador. É importante saber arriscar, criar pontos de enfoque, escolher peças-chave, combinar diferentes materiais e texturas.Mas atenção: arrisque quando tem mesmo a certeza do que está a fazer. Caso contrário, pode estar a dar um tiro no pé. Na dúvida, opte por algo mais consensual ou peça ajuda e aconselhamento!5 Standards de qualidadeEste princípio não deve nunca ser descurado, sob pena de colocar todo o projeto em risco. Se os materiais, mobiliário ou outros elementos não forem de qualidade, o resultado será, com certeza, mais pobre e menos duradouro.Aposte em matérias primas de qualidade e em mobiliário que sabe que vai durar. Por vezes o barato sai caro, nunca se esqueça disso!O QUE NÃO DEVE FAZER NUM PLANO DE DECORAÇÃO DE INTERIORESDa mesma forma que lhe damos a conhecer os mandamentos de uma boa decoração de interiores, não é menos importante saber o que não deve fazer. Anote os principais erros que deve evitar:Tomar decisões precipitadasPrincipalmente no ato da compra de materiais como tecidos, tintas, objetos ou mobiliário, os impulsos raramente dão bom resultado. Analise, teste, compare e só depois compre.Seguir as tendências em demasiaEmbora a decoração de interiores seja claramente influenciada por tendências, evite estilos decorativos que depressa passam de moda e dos quais se pode cansar rapidamente.Siga a tendência através de elementos que possam ser substituídos facilmente ou com pequenos apontamentos. Caso contrário vai rapidamente cansar-se e o esforço de mudança vai ser seguramente maior.ExagerarPreencher uma divisão com inúmeros elementos e peças de decoração tornarão o ambiente disperso e confuso. Prefira dar valor aos detalhes e não à quantidade de objetos decorativos.SOBRE A DECORAÇÃO DE INTERIORES EM PORTUGALNo nosso país existem já vários decoradores de interiores com trabalhos de excelente qualidade e com reconhecimento não só nacional como internacional.A decoração de interiores é cada vez mais levada a sério e isso faz com que a atividade tenha mostrado uma grande evolução nos últimos anos. Não perca o comboio e mantenha-se sempre atualizado.E por que não aproveitar para descobrir o decorador de interiores que há em si? Mesmo com um pouco de tempo, mas muita investigação, dedicação e estudo, poderá fazer a decoração de interiores de sua casa como se fosse um verdadeiro profissional!

Read more
9 dicas de decoração de verão para uma casa fresquinha
July 27, 2022

9 dicas de decoração de verão para uma casa fresquinha

As altas temperaturas trazem a necessidade de atualizarmos o guarda-roupa. Da mesma forma, é importante criarmos uma decoração de verão dedicada para a estação. Apostando nas cores, tecidos, estampas e outros pontos, é possível aproveitar da melhor forma essa época tão amada por muitos.Aproveite o calor com muita alegria e sofisticação, deixando a sua casa mais confortável e receptiva para dias quentes. Para isso, destacamos os pontos principais para preparar a sua casa e receber o verão. Inspire-se!1 – Escolha uma paleta de cores alegre…Como uma estação envolvida em colorações fortes, como o azul do céu, o amarelo do sol, o verde das plantas e o rosa das flores, inspire-se nessa cartela para levar a diversão do exterior para dentro de casa.As nuances vivas e de alto contraste funcionam bem para alegrar o décor e receber o verão. Dessa forma, você pode apostar numa tonalidade forte para o sofá ou uma parede de destaque, assim como adotar pequenos itens que criam pontos de cor nos ambientes.2 – …ou uma cartela clara e refrescanteSe não é muito fã de colorações vibrantes e prefere a sobriedade, aposte em tons de branco, bege e nuances claras de azul e verde, como o menta. Assim, a estética do ambiente fica clara, aproveitando melhor a iluminação natural dentro do espaço.3 – Saiba que tecidos funcionam melhorDa mesma forma que substituímos os casacos de lã usados no inverno por vestidos em algodão para o verão, o conforto das suas noites pode ser melhorado através das roupas de cama certas para a estação. Com noites quentes, aposte em produtos fabricados em materiais como o linho, cetim e percal, por exemplo. Estas são opções mais finas, flexíveis que permitem uma respiração melhor, deixando as suas noites frescas e agradáveis.4 – Adote também materiais leves e naturaisPara evocar o clima leve e descontraído da estação, incorpore itens com essa estética na sua decoração de verão. Móveis em madeiras claras ou com visual rústico encaixam-se bem nesse visual, assim como acessórios feitos em fibras naturais.5 – Invista em estampas na decoração de verãoSeguindo o alto-astral transmitido pela estação quente, as estampas são grandes aliadas na hora de criar uma decoração de verão. Pensando nisso, uma opção é criar um mix and match de padrões, como florais e geométricos, variando de acordo com o estilo decorativo adotado no ambiente.6 – Aposte na iluminação e ventilação naturalNada melhor do que permitir que o sol invada as divisões e a brisa do verão refresque a sua casa. As janelas são os pontos responsáveis por deixar esses fatores entrarem no seu lar. Sendo assim, substitua as suas cortinas por modelos em tecidos leves, como o linho, que permitam a entrada de luz e em tons claros.7 – Garanta charme com plantas e floresDa mesma forma que as estampas levam alegria para os ambientes, as plantas e flores são responsáveis por deixar cada divisão com uma estética refrescante, cheia de cor e com perfume envolvente. Basta dispor de alguns vasinhos nos cantos de cada espaço ou apostar numa espécie grande que se torne destaque no espaço.8 – Torne a sua casa envolvente com aromas frescosLevando o perfume das flores para dentro de casa é possível adotar difusores e aromatizadores com fragrâncias refrescantes. Para essa estação, os aromas mais indicados são os florais, como lavanda e jasmim, assim como os cítricos, como laranja e limão.9 – Aproveite a área externa da casaSeja uma varanda de apartamento, quintal, piscina ou jardim, utilizar a área externa da sua casa é uma ótima maneira de aproveitar o verão. Pensando nisso, dê uma atenção especial para a decoração dessas áreas, complementando-a com almofadas, pufes e lanternas. Dessa maneira, os ambientes ficam mais confortáveis para que aproveite as tardes quentes na companhia de pessoas queridas.

Read more
12 dicas para projetar uma cozinha funcional
July 20, 2022

12 dicas para projetar uma cozinha funcional

O ambiente deve ser pensado de forma a favorecer a preparação das refeições e evitar futuras reformasÉ comum ouvir que a cozinha é o coração da casa, mas para que isso aconteça o ambiente deve ser acolhedor, sem perder em funcionalidade. Confira a seguir uma série de dicas na hora de projetar a cozinha a fim de favorecer a preparação das refeições e evitar futuras reformas.1. Tenha um bom planeamentoAntes de comprar móveis e eletrodomésticos, é preciso ter em mente que a margem de erro é proporcional ao ambiente. Ou seja, 5 cm fazem toda a diferença em pouco espaço. “Por isso, planeamento é o caminho para uma cozinha funcional, bonita e com boa circulação, fugindo de surpresas desagradáveis. Comece por compatibilizar as partes de elétrica, marmoraria, marcenaria, alvenaria e pintura. Conciliar essas diversas instalações é fundamental.2. Não deixe a escolha dos eletrodomésticos para o finalMuitas pessoas não sabem, mas os eletrodomésticos devem ser escolhidos no momento em que se está a planear a cozinha. “É preciso definir junto com os moradores o que eles desejam ter e o que não será necessário. Por exemplo, será fogão ou cooktop? Precisa de lava-loiça? Essas decisões interferem diretamente no projeto”, explica a arquiteta Elisa Ju.3. Considere sempre as proporçõesSe a cozinha é pequena, não adianta comprar eletrodomésticos grandes ou muito sofisticados. Para deixar o ambiente o mais equilibrado, proporcional e coerente possível, é necessário controlar as expectativas. “Uma cozinha extremamente compacta, geralmente, estará em um imóvel projetado para uma ou duas pessoas. Portanto, não comporta bem um frigorífico com tamanho para abastecimento de uma família de quatro pessoas”, constata Isadora. Já existem também eletrodomésticos fabricados com medidas especiais - mais estreitas, altas e profundas.4. Marcenaria planeada é a melhor opção em cozinhas pequenasMobiliário solto pode tornar o layout mais flexível, mas em ambientes menores é recomendado o uso de marcenaria sob medida. “Cada cantinho tem potencial nesse tipo de ambiente com medidas reduzidas, e os móveis provam essa equação. O ideal é optar por armários e gavetas bem estruturados, que não exijam muito espaço e espessura”, afirma Isadora. Seja de MDF ou madeira, as proporções devem ser respeitadas, com tamanhos coerentes que se encaixem no projeto.5. Considere a altura dos moradoresA altura dos moradores é outro ponto a ter em consideração. Afinal, não adiantará posicionar os armários ou prateleiras altos ou baixos demais, dificultando o seu acesso. “O estudo preliminar deverá trazer todas as peculiaridades do projeto, sobretudo em um ambiente complexo como a cozinha. Sendo uma divisão muito frequentada por todos os proprietários, o conforto e a praticidade são as palavras de ordem de cada decisão”, explica a profissional.6. Pense numa bancada funcionalNa hora de projetar a bancada, é preciso ter em consideração os pontos de saída de água disponibilizados pela construtora, caso seja necessário deslocá-los para trabalhar os alimentos de maneira mais ergonómica. “A bancada deve ter um tamanho suficiente para preparar uma receita e montar um prato. Também precisa de ter uma altura agradável para quem cozinha ter uma postura adequada”, destaca a arquiteta Karina Korn.7. Escolha um material adequado para a bancadaQuanto ao material, é preciso estar atento, pois vários revestimentos não são adequados para áreas molhadas. “Os mármores, por exemplo, não são indicados por serem porosos. O ideal é consultar um arquiteto ou mesmo os vendedores das lojas de construção para escolher o material mais adequado”, explica a arquiteta Elisa Ju. As tonalidades neutras costumam ser indicadas para uma sensação de amplitude, mas o gosto do morador prevalece.8. Não subestime a importância da cubaNo momento da escolha, é preciso ter em conta não apenas o espaço disponível, mas principalmente quantas pessoas utilizam a cozinha e como é a rotina de cada uma delas. Cada vez mais em alta, as cubas duplas ou triplas são excelentes para bancadas espaçosas e casas onde a exigência de uso é grande. Nestes casos, é até possível contar com a presença de um escorredor, que garante o escoamento da água por causa de sua inclinação.9. Use a bancada para integrar cozinhas pequenasOutra dica em relação à bancada em cozinhas pequenas é que ela seja usada para favorecer a integração. “Se a cozinha está ao lado da lavandaria, vale criar uma bancada contínua para ampliar os ambientes. Uma porta de correr ou divisória permite que os espaços sejam separados quando necessário”, afirma Elisa Ju. Os móveis multifunções são outra opção interessante, a exemplo de uma mesa como extensão da bancada.10. Escolha revestimentos fáceis de limparSe as cores são uma questão de gosto pessoal, os revestimentos precisam de ser práticos e de fácil manutenção. “Procuramos especificar aqueles que sejam fáceis de higienizar, principalmente próximos do fogão, por causa da gordura. Também evitamos revestimentos com muita textura, reentrâncias ou porosidade, em função da acumulação de sujidade e gorduras”, explica Isadora.11. Priorize uma iluminação agradávelO principal foco da iluminação deve ser o espaço de preparação dos alimentos, que geralmente está localizado nas áreas secas das bancadas, sem esquecer do fogão, é claro. “Pode ser necessário utilizar mais de um tipo de iluminação, como uma central e outra direcionada, por exemplo, dependendo dos sombreamentos causados pelos elementos suspensos”, afirma Isadora. Uma opção é utilizar a fita de LED na parte superior da bancada.12. Escolha entre exaustor e depuradorA coifa é responsável por garantir que vapores, fumos e gordura resultantes da confeção não penetrem no ambiente, fazendo da cozinha não apenas o espaço onde a comida é preparada, mas também um ambiente agradável para se estar. Existem apenas duas possibilidades para o direcionamento do ar sugado, que dependem do modo de instalação escolhido: exaustor ou depurador. E é apenas entendendo o funcionamento de cada um que você conseguirá decidir o que é melhor para a sua cozinha.

Read more
Tudo sobre Telha Sanduíche: Tipos, Medidas e a Instalação Ideal
July 13, 2022

Tudo sobre Telha Sanduíche: Tipos, Medidas e a Instalação Ideal

A escolha da telha e do telhado é um tema muito mais delicado do que pode parecer à partida! Desta estrutura e do material escolhido para a cobertura vão depender características tão importantes como o método construtivo, a estética do edifício, o desempenho térmico e acústico, e até a própria iluminação interior.Se nos costuma seguir sabe que cada escolha arquitectónica e construtiva tem um grande peso no projecto como um todo, mas também sabe da imensa quantidade de materiais e técnicas que este mundo oferece. Por isso gostamos de tomar o nosso tempo a dissecar com cuidado cada faceta, cada tecnologia, cada material ou cada técnica para lhe proporcionar a melhor informação possível, tentando encontrar um pouco de ordem no meio do caos que é ter ou planear uma casa.Nesse âmbito hoje falamos de telha sanduíche, uma opção interessante e com bastantes vantagens que tem de descobrir. Acompanhe-nos e conheça um pouco mais do vasto universo dos materiais de construção!O que são telhas sanduícheChamamos telha sanduíche à telha termoacústica, uma telha muito utilizada para aumentar o isolamento térmico e acústico de uma construção no que depende da cobertura.A telha sanduíche é construída com duas chapas de material metálico (normalmente zinco) e um isolante térmico entre elas (poliestireno ou o poliuretano). É o material isolante e a sua espessura que determina a eficiência da telha, sendo que o mínimo que deve ter é 30mm.Há vários tipos de telhas no mercado e cada um tem as suas características específicas, assim como vantagens e desvantagens. A telha sanduíche é um tipo muito especial de telha, que além de servir para cobertura, também pode ser usada para fazer isolamento térmico e acústico e para criar e vedar paredes e fachadas, especialmente em obras com sistemas construtivos do tipo steel frame, entre outros.O material isolante tem uma grande influência no desempenho da telha e a escolha entre isolamento de poliestireno ou de poliuretano vai depender dos seus objectivos para a cobertura.Se o seu objectivo é melhorar o isolamento térmico da construção, a telha sanduíche com isolamento em poliuretano é a mais aconselhada. Se procura mais isolamento acústico, a telha sanduíche com poliestireno é a escolha mais acertada.Tipos de telhas no mercadoVamos dar alguns exemplos dos vários tipos de telhas existentes no mercado apenas para que possa ter uma noção da sua abrangência.Tipos de telhas no mercado1. Telha cerâmica2. Telha em betão3. Telha esmaltada4. Telha de vidro5. Telha de fibra de vidro6. Telha de fibrocimento sem amianto7. Telha fotovoltaica8. Telha de polietileno reciclado9. Telha de PVC10. Telha de policarbonato11. Telha metálica12. Tela sanduíche13. Telha de fibra vegetalTipos de telhas sanduícheHá dois tipos de telha sanduíche disponíveis no mercado:Telha sanduíche simples: esta é a opção mais barata porque a parte superior é feita com chapa metálica e a inferior com uma folha de alumínio.Telha sanduíche dupla: neste produto ambas as faces da telha são chapas metálicas. Este é o tipo de telha sanduíche mais utilizado do mercado.Há ainda um terceiro tipo, menos usado e diferente, embora também seja uma telha sanduíche – a telha sanduíche transparente. Esta telha é feita de policarbonato alveolar e permite a passagem da luz, sendo excelente para colocar estrategicamente no telhado e deixar entrar luz directamente no ambiente interior sem perder a eficiência térmica e acústica da cobertura.Telha sanduíche vantagens e desvantagensVantagensÉ fácil de instalar – esta telha não necessita de um forro ou de uma camada isolante, porque é instalada directamente sobre a estrutura, além de poder ser utilizada tanto em telhados embutidos como aparentes.É versátil – esta telha pode utilizada em projectos de qualquer dimensão, seja em grandes projectos industriais como em habitações ou anexos.É personalizável – como é fabricada à medida esta telha vai ajustar-se perfeitamente ao seu projecto e ajudar a personalizá-lo em divisórias, revestimentos e vedações.Proporciona excelente isolamento acústico – a telha sanduíche proporciona uma redução muito valiosa de ruídos externos, ao colocar uma barreira acústica de entre 20 e 40 decibéis.Proporciona isolamento térmico – ao proporcionar isolamento térmico este material ajuda a controlar a temperatura interior para melhorar as condições de habitabilidade e potenciar a poupança energética.Economia – menos energia usada na climatização significa substanciais reduções de gastos.Redução de riscos – este material tem um bom desempenho frente ao fogo, agindo como agente retardante das chamas.Redução de humidade – a telha sanduíche não absorve água pelo que ajuda a reduzir os níveis de humidade no interior.Tem poucos custos de manutenção.DesvantagensExige cautela na execução do projecto – apesar das características destas telhas serem excelentes elas não fazem milagres. É preciso colocar um cuidado maior em outras áreas do projecto, como a exposição solar ou o isolamento de paredes para potenciar os seus benefícios.A sua instalação exige profissionais especializados – não é tão fácil instalar telha sanduíche como instalar telhas cerâmicas, por exemplo. A sua instalação exige muito conhecimento técnico e experiência, e isso paga-se. Se as telhas forem mal instaladas, mal fixadas ou especificadas incorrectamente podem formar-se goteiras, falhas no desempenho térmico, e até risco de destelhamento.São mais caras do que as telhas comuns – o preço deste material varia bastante dependendo do fornecedor, dos materiais usados na sua fabricação, da espessura, etc., mas normalmente serão bastantes mais caras do que outras telhas. Ainda assim o investimento irá compensar a curto prazo devido aos seus benefícios.Telha sanduíche medidasO peso destas telhas varia entre 12 e 14 kg por metro quadrado e a espessura do isolante térmico (em poliestireno ou poliuretano) é normalmente de 30 mm, como já referimos. As telhas comercializadas costumam ter uma largura de 1 metro e um comprimento que varia entre 2 e 8 metros, aproximadamente.Estrutura para telha sanduicheA estrutura tem de ser projectada para receber telhas termoacústicas. As adaptações são possíveis, mas bastante complicadas e requerem um engenheiro civil ou um arquitecto. A sua aplicação tem sempre de ser feita por pessoas qualificadas para o trabalho.As telhas sanduíche devem ser instaladas com um distanciamento máximo entre os apoios para suportar as cargas de manutenção e a força do vento sem sofrerem deformações excessivas. Esta distância depende da telha e do tamanho da sua folha.Telha sanduiche como instalarAs emendas das telhas são os pontos onde ocorre maior probabilidade de vazamentos se o trabalho não for bem executado e as prescrições para o material não sejam seguidas durante o projecto. As emendas devem ser projectadas para que fiquem precisamente sobre as telhas, de modo a evitar que as telhas abram sob acção do vento ou durante a manutenção. As telhas devem ser bem posicionadas, com pelo menos 250mm de sobreposição, para que não haja retorno da água.Na instalação deve fazer-se a fixação correcta para evitar infiltrações da água da chuva pela telha sanduíche.Os parafusos usados nesta fixação devem ser auto perfurantes e ter o comprimento necessário para atravessar a espessura das chapas sanduíche e do isolamento, a terça parte da cobertura e deixar excedente de cerca de 1cm de rosca abaixo da parte superior.É sempre aconselhado o uso de luvas para manusear as telhas termoacústicas e que o seu transporte seja feito por, pelo menos 2 operários para folhas até 4 m e 3 para folhas entre 4m e 12m. A armazenagem deve ser feita sobre ripas ou caibros de 7 cm no mínimo, e de preferência inclinadas para que não haja acumulação de água sobre as telhas.Telha sanduiche preçoComo já referimos os preços são muito variáveis, mas podemos avançar com um valor de cerca de 50 Euros por metro quadrado para um revestimento de cobertura de painéis sanduíche isolantes em aço. (fonte http://www.geradordeprecos.info)

Read more
Do you want to renovate your home? We can help you!
If you want a quote, send us a message.

Follow us on social networks