Decoração de hall de entrada: as 6 regras de ouro!
domingo, 28 de fevereiro de 2021 Homify Ida Gaspar JDias

Ela dá o mote a toda a decoração da casa, embora seja muitas vezes pouco valorizada, sendo vista apenas como um ponto de passagem. O hall de entrada é a primeira divisão que os nossos convidados descobrem e é também aquela que o acolhe quando chega à sua casa. É por esta razão que a decoração e a organização do hall de entrada não pode ser negligenciada.

No que toca à decoração, também a primeira impressão é a que fica. É ainda a mais marcante. A entrada de uma casa, é também o reflexo daquilo que pode oferecer, proporcionando o sentimento de lar doce lar. Assim, por estas e por todas outras razões, é fundamental cuidar a decoração do hall de entrada, como também do corredor. Independentemente das dimensões ou configurações, é possível proporcionar um bonito cenário, para uma entrada agradável e funcional. 

Descubra as nossas ideias e sugestões para uma entrada bela e marcante!

1. Três dicas essenciais para decorar um hall de entrada

Lugar de passagem, o hall de entrada é também o ponto central da nossa casa. É por lá que entramos e saímos. É lá que nos despimos, calçamos e descalçamos. É também aqui que deixamos as nossas chaves, o nosso correio, que recebemos os nossos convidados ou pessoas de passagem. É, por isso, fundamental que a entrada seja funcional e que seja dotada de móveis práticos e adequados ao espaço. Não somos obrigados a limitar-nos a uma consola e a um espelho (para os retoques de beleza de último minuto). Pode-se perfeitamente organizar uma entrada com um guarda-roupa, um armário com cabides, enfim tudo dependerá do espaço que dispõe. Para não deixar de parte o conforto, pode colocar um banco de entrada ou um pequeno sofá, para calçar tranquilamente. Uma sapateira para arrumar sapatos, que seja discreta e estética é também um ponto positivo para um hall de entrada funcional. 

Enfim, para facilitar-vos a tarefa subdividimos a organização do hall de entrada em três regras principais:

1. Várias arrumações para uma entrada prática:

A primeira coisa que nos vem a cabeça é que a entrada deve ser prática para arrumar. E sabe que mais? Nunca é demais! Escolha diferentes módulos de arrumação para uma entrada bem organizada. Tem escolha entre prateleiras, armários, consola com gavetas ou apenas um único móvel grande, de modo a não sobrecarregar a primeira divisão de casa. Ao escolhê-lo tenha dois critérios em mente: a sua estética e a sua capacidade de arrumação. Acrescenta pequenos módulos fáceis de mover, adaptáveis e dobráveis e claro que, não sejam muito volumosos, tal como cestos, caixas, entre outros. 

2. Uma decoração audaciosa para o hall de entrada:

Mediante os seus gostos e possibilidades, pode optar por decorar o seu hall de entrada dando continuidade ao seu interior, criando uma ligação única, mas também pode optar por quebrar completamente e criar um espaço completamente à parte. Neste espaço de casa podemos ser um pouco mais irreverentes, uma decisão que ficará ao seu critério. Nas paredes pode ousar quadros, ganchos ou espelho, mas para algo mais original coloque um papel de parede com padrões originais. No hall de entrada pode apostar na cor ou escolher aquela cor mais escura que receia aplicar, na sala de estar. Podemo-nos mostrar – um pouco – excessivos, basta gostarmos.

3. Dois em um – hall de entrada mais um espaço:

Uma hall de entrada espaçoso tanto pode ser positivo, como uma desvantagem. Se deixarmos a este grande espaço a sua única função de entrada, temos rapidamente a sensação de perder espaço. No entanto, se otimizarmos esse espaço criando várias zonas na entrada, como algumas ideias e arrumações bem pensadas, podemos obter um agradável escritório, um pequena biblioteca ou espaço de leitura, sem por isso reduzir o espaço. Fica apenas ainda mais funcional.

2. Hall de entrada com escadas, como tirar partido do espaço?

Quem tiver uma casa de um piso ou mais, poderá ter escadas no hall de entrada. Estas não devem ser vistas como um bloco inestético e inútil, há várias maneiras de tirar partido delas, assim, quisemos partilhar algumas ideias.

1. no vão das suas escadas pode criar arrumação. Várias gavetas, cabides ou prateleiras, fica ao seu critério. Assim, terá espaço para arrumar os sapatos, os casacos, os chapéus, entre outras coisas.

2. Pode projetar um pequeno escritório, que será bem prático para trabalhar e organizar as papeladas domésticas. 

3. Um pequeno jardim criará logo um bom ambiente ao seu hall de entrada. Pode colocar pequenas pedras brancas e vasos com plantas verdes, para um espírito zen

4. Uma estante com livros, para criar uma bonita biblioteca. Logo pela entrada mostrará que é uma pessoa culta e inteligente. 

5. Um cantinho de leitura é sempre uma boa opção. 

3. Como planear um hall de entrada estreito?

Organizar e decorar um hall de entrada estreito é impossível? Nada disso. Até é mais fácil do que possa parecer. Por isso, queremos partilhar soluções para que a sua entrada seja um espaço completo, de forma a torná-lo eficiente e otimizar o espaço de armazenamento.

Há que definir, logo à partida, as finalidades do hall de entrada. Para arrumação? Aproveitar a verticalidade para suspender? Ou será apenas um espaço decorativo? Depois de ter decidido, faça uma pequena investigação do mercado, as várias soluções que existem, como prateleiras (as bem finas), os ganchos de parede, nichos, espelho, móveis bem estreitos com arrumação, entre outros. Mas se não encontrar nada que lhe encha as medidas, não hesite em contactar um carpinteiro para um móvel à medida. Este poderá ser um móvel multifuncional, com gavetas, banco e cabide, de modo a ser prático para o seu hall de entrada. 

Quanto à decoração pode apostar em alguns detalhes simples, tais como um tapete, uma pintura diferente, uns quadros, uma tela de arte, umas flores, umas plantas, umas velas, uns cestos, um porta-revistas, espelhos, vasos, entre tantas outras ideias. 

4. Como decorar um corredor, seja ele estreito ou não?

O corredor é o seguimento de uma entrada de casa e não só, pois este pode existir noutras partes de casa, mediante a arquitetura da habitação e se tem mais de um andar. Assim, é o ponto de passagem que nos encaminha para as várias divisões de casa, é de onde parte a teia, para abrir as várias portas, dos diferentes espaços. 

E por ser um ponto de passagem e de curta estadia acabamos, muitas vezes, por perder pouco tempo na decoração do mesmo, seja nas cores ou na organização. No entanto, se pensarmos bem, o corredor precisa de nos encaminhar por aqui ou por ali, neste sentido, é o espaço que nos deve encaminhar na direção certa, seja através das cores ou do estilo da casa. Nalgumas situações, o corredor dispõe de uma grande área, mas não pense que são metros quadrados desperdiçados, pelo contrário, se o aproveitar bem pode criar verdadeiros cantos e recantos mágicos, como cantos de leitura, biblioteca, espaço de lazer, uma galeria, entre outros

Como? Com prateleiras, nichos ou armários embutidos, que servirão para decorar, mas também para armazenar.

Se o seu corredor for estreito pode optar apenas por detalhes decorativos ou apostar em móveis multifuncionais, assim não tem dois ou três móveis a ocupar espaço. Também, pode aproveitar as paredes para colocar umas prateleiras, um chaveiro ou pequenos suportes de cabides, com diversas formas e tamanhos. Tire ainda, partido de alguns cantos ou esquinas do seu corredor, com pequenos móveis ou suportes.

5. Iluminar um hall entrada

Independentemente da divisão, do lugar, do ambiente ou qual seja o espaço, a luminotécnica não pode ser esquecida, bem pelo contrário deve ser valorizada ao máximo, de forma a enriquecer o espaço e a criar uma atmosfera inigualável. Claro que, cada divisão tem um tipo de iluminação, por exemplo, na cozinha requer-se uma luz mais branca e forte, em relação ao corredor ou ao hall de entrada. 

Mas que tipo de iluminação deve apostar no hall de entrada e corredor?

Pode optar por luzes suspensas, candelabros e luzes de teto para iluminar o seu hall de entrada, especialmente nos espaços estreitos. Pois estas luzes são diretamente penduradas no teto e não ocupam espaço no chão, ao contrário dos candeeiros de chão. Porém, quem tiver uma entrada larga e espaçosa pode optar por candeeiros de chão e até colocar candeeiros de mesa, no móvel. 

Que outras soluções?

Para trazer luz e um efeito decorativo para as paredes da sua entrada, pode recorrer às guirlandas e aos candeeiros de parede. Fornecendo uma iluminação indireta, essas soluções exigem a presença de outra iluminação. No entanto, são atraentes para criar uma atmosfera ligeiramente original. Finalmente, há luzes ou acessórios de parede, de teto e até mesmo de chão. Ao organizá-los astutamente, pode difundir uma luz geral ou, inversamente, centrada num objeto ou numa parte de parede.

Para uma atmosfera romântica e tranquila nada como colocar e aceder umas velas.

6. A quem pode pedir ajuda? E quanto custa?

Se precisar de ajuda para decorar ou remodelar o seu hall de entrada, seja ele grande ou pequeno, não hesite em contactar um profissional especializado na área. Assim, entregue o seu hall de entrada e quem recebe as boas-vindas é você, na sua própria casa, sem ter tido trabalho, stress e outras chatices. Não sabemos dizer-lhe um valor certo, porque cada espaço é diferente. Fale com um profissional e diga-lhe quanto pode gastar e quais são os seus desejos, mas atenção, há que haver coerência entre os dois.

Mais inspiração: decoração hall de entrada com espelho

Depois destas regras essenciais para decorar o hall de entrada, não perca mais tempo e tenha um hall de entrada de fazer inveja às visitas!

São muitas as ideias para hall de entrada neste artigo, só tem de tirar o melhor partido da sua entrada. Apostar em tapetes de entrada originais é outra ideia brilhante.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais