Manutenção da Casa: Como e Quando Fazer?
quinta, 25 de agosto de 2016 Sapo Lifestyle Sapo Lifestyle Jdias

Para manter a sua casa em forma, o ambiente agradável e, acima de tudo, manter a valorização do seu imóvel, é necessário mais que organização e limpeza habituais.

É fundamental programar-se para fazer a manutenção de situações que inevitavelmente se desgastam com tempo e com o uso frequente. Fazer reparos periódicos ajuda a evitar problemas futuros que, além de se tornarem mais dispendiosos, podem causar danos irreversíveis ao imóvel.

Água: calhas, ralos e sifões

Se tem uma moradia, as calhas ajudam o telhado a cumprir o objetivo de manter a água longe do interior da casa. Sem uma boa drenagem, só o telhado não o protege totalmente dos danos que a água pode causar. Faça uma vistoria às calhas da sua casa, procurando por partes amolgadas ou danificadas. Analise a sua casa imediatamente depois de uma chuva forte procurando por obstruções, vazamentos de água ou poças que possam indicar problemas maiores com o seu sistema de calhas. O custo das novas calhas será seguramente inferior à reparação de danos que possam existir provocados pela água. Periodicamente desentupa e limpe as calhas e ralos, com particular atenção ao Outono com a queda das folhas das árvores.

Também dentro de casa há cuidados a ter para evitar problemas causados pela água e humidades. Na casa de banho é importante limpar o sifão do lavatório de 6 em 6 meses (aquele cano em forma de “U” ou de cotovelo que fica debaixo do lavatório). É a melhor alternativa para evitar entupimentos causados pela acumulação de cabelos e outros resíduos. Após cada banho retire os cabelos depositados no ralo da banheira e deite-os no lixo (nunca para a sanita) - os cabelos demoram anos a desfazer-se e criam uma pasta na canalização que pode provocar entupimentos graves.

Verifique se tem torneiras que insistem em pingar mesmo depois de bem fechadas. Por vezes, basta trocar a borracha para evitar problemas maiores. Válvulas de autoclismos avariadas também podem ser fontes de infiltrações e da conta da água mais elevada. Detetado a tempo, mudar a válvula poderá bastar.

Eletricidade e gás

A segurança vem em primeiro lugar. Cablagem e problemas elétricos podem danificar componentes eletrónicos sensíveis, provocar choques elétricos e até incêndios. Se as luzes de sua casa diminuem quando tem vários aparelhos ligados, se os disjuntores disparam com frequência ou se as suas tomadas estão quentes ao toque, pode estar mais que na hora de chamar um eletricista. Tenha também atenção a tomadas e interruptores partidos, fios expostos e circuitos onde as lâmpadas estão sempre a queimar.

Para evitar estes e outros problemas, o melhor é jogar pelo seguro com a ajuda de um profissional qualificado. O seu fornecedor de energia tradicional tem um serviço de revisão das instalações elétricas e gás natural e de assistência técnica de eletrodomésticos. Dá-lhe toda a conveniência, economia e segurança nas questões relacionadas com a utilização doméstica de energia, sempre que precisar.

Paredes

A pintura exterior faz bem mais que embelezar a sua casa. Confere proteção contra as situações atmosférias e ajuda a desencorajar insetos incómodos que insistem em tentar entrar nas nossas casas. Olhe para a pintura exterior da sua casa e procure rachas, descamação ou bolhas. Pequenas áreas geralmente podem ser lixadas e repintadas sem a contratação de um profissional e evitar danos maiores no futuro. Se ainda assim as rachas insistirem no mesmo local, pode ser sinal de algum dano estrutural maior.

Também no interior, esteja atento a fissuras nas paredes, no teto ou no piso. Quanto mais tarde for o reparo mais caro poderá sair. Tenha particular atenção às manchas de humidade, que podem ser o único sinal visível de problemas de canalização e infiltrações, na sua casa ou na casa de um vizinho. Se as manchas forem apenas provocadas pela condensação, particularmente na casa de banho e cozinha, bastará uma boa pintura.

A necessidade de manutenção das paredes dependerá não só da utilização e do cuidado ao longo dos anos, mas também da qualidade da tinta utilizada. Quando for necessária essa manutenção, é sempre um bom pretexto para renovar o ambiente da casa aplicando novas cores seguindo as tendências atuais.

Limpezas: sofás, estores e colchões

Para além da limpeza quotidiana, periodicamente devemos fazer uma limpeza mais profunda à casa, principalmente em elementos que não são tocados pelas limpezas comuns. Colchões, estores, cortinados, sofás, armários altos ou outros espaços de mais difícil acesso são bons exemplos de elementos que temos em casa, que são limpos com menos frequência e que por isso, para além das questões de higiene, podem degradar-se mais depressa e provocar-nos despesas maiores. 

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais