Tudo o que precisa de saber sobre as portas de correr
sexta, 12 de outubro de 2018 Homify Ida Gaspar JDias

Práticas e decorativas, as portas de correr permitem separar o espaço, ao mesmo tempo que o otimiza. Além disso, as portas de correr podem criar novos espaços e armazenar ou isolar paredes.

Mas perante a ampla gama de portas que pode encontrar no comércio, como ter a certeza do que escolhe? Quais são os diferentes tipos de portas de correr interiores, quais são as suas vantagens e as suas particularidades? 

Para responder às suas questões, a homify decidiu reunir toda a informação num só artigo. Sem mais demoras, venha connosco. 

Já sabe a homify tem sempre uma porta aberta para si…

A escolha do material

A porta de correr, seja de parede ou de tijolo, é um elemento decorativo por si só. Por isso, pense antes de mais se quer uma porta de estilo mais discreto ou se prefere integrá-la na sua decoração, ou mesmo torná-lo monumental! Um dos fatores que define o estilo é o material da própria porta. 

Mas afinal como escolher o material?  

Ora bem, o material dependerá do seu orçamento, mas especialmente do aspeto estético e da decoração que deseja colocar em prática. Existem portas de correr em vidro, em madeira, em alumínio ou em PVC… No mercado, tudo existe! 

1.A madeira dará uma aparência quente e é duradouro (resistente). Existem versões com revestimentos laminados de imitação de madeira que proporcionam um certo calor, superando as desvantagens da madeira (mais caras e exigindo mais manutenção). Vários acabamentos são possíveis, mate ou brilhante.  

2.O alumínio é pouco usado em interiores. É leve e requer pouca manutenção, mas também é mais fria e mais fina, deixará passar o ruído e reterá menos calor.  Para deixar a luz entrar ou ampliar uma sala, prefira o vidro ou o espelho. Transparente ou fosco, defumado, colorido, estampados ou serigrafia, os modelos são numerosos. 

1.O vidro, no entanto, exigirá um pouco mais de manutenção e os modelos são frequentemente mais caros que a madeira. 

2.As portas de correr em PVC são uma opção barata e não requer grande manutenção. São, geralmente, usados para portas de garagem. São resistentes a choques e apresentam uma longevidade média. 

E se entre tudo isso não encontrar a sua felicidade, pode sempre procurar formas especiais (curvas, meias-paredes, etc.) ou modelos mais originais. Com armazenamento secreto, combinação de diversos materiais, serigrafia personalizada… tudo é possível!

Quais são as vantagens e desvantagens das portas de correr?

Enumeramos algumas vantagens e desvantagens das portas de correr:

1.A porta de correr permite economizar espaço. Em espaços pequenos, essa é uma solução que a homify recomenda porque consegue aproveitar melhor o espaço. Mas atenção porque esta solução não serve para todas as aberturas ou interiores. Deve haver espaço suficiente lateralmente (já que o movimento de abertura é ao longo da parede), pois o caminho da porta não deve ser impedido por nenhuma parede ou outro elemento. A porta não deve, por exemplo, obstruir outra abertura. Esta porta destina-se a libertar espaço e a assegurar o fluxo do tráfego, não para o complicar!

2.As portas de correr também são uma solução prática para pessoas com mobilidade reduzida.

3.É frequentemente criticado pelo seu baixo isolamento acústico: na verdade, a porta de correr isola geralmente menos do que uma porta convencional. No entanto, basta escolher produtos de qualidade (e existem modelos hoje que podem resolver facilmente esse problema). Por exemplo, apostar em peças de grande qualidade ou recorrer a soluções técnicas simples (painéis isolantes ou juntas periféricas simples).

4.O preço não é tanto uma desvantagem, uma vez que hoje existem muitos modelos de portas de correr a preços muito acessíveis em várias lojas de bricolage, como no AKI, MAXMAT, LEROY MERLIN, entre outras marcas.

Que tipo de porta de correr escolher?

Uma porta funciona com vários fixadores. Desliza por meio de trilhos que podem ser fixados ao solo ou suspensos e podem ser aplicados ou fixados na parede.

Os diferentes trilhos:

1.Os trilhos no chão: é o sistema mais barato. Ideal para armários. A porta funciona movendo-se sobre trilhos fixados ao solo. Atenção, isso deve ser evitado se não planeia usá-lo como uma porta de armário, pois isso pode incomodá-lo ao chão. 

2.Trilhos suspensos: Ao contrário de portas de correr em trilhos de chão, os trilhos são fixados ao teto (ou parede). Portanto, o solo não está danificado e os trilhos suspensos podem suportar cargas maiores. 

As diferentes montagens de portas de correr:

1.A porta montada na parede: é a mais comum. É também a opção mais fácil de instalar. Esta porta de correr permanece visível e desliza ao longo da parede. O seu trilho permanece aparente ou esconde-se atrás de um revestimento. Tem como vantagem de ser acessível para pequenos orçamentos e de ser fácil de instação. A abertura é total. Quanto às suas desvantagens, a porta é montada na superfície e ocupa espaço contra a parede na posição aberta. Portanto, é necessário pensar em interruptores, pinturas ou móveis ao longo da parede onde será colocada. Essas portas também podem desempenhar o papel de divisões removíveis, multiplicando as folhas. Os trilhos são então colocados no teto ou na parede. 

2.Porta de correr embutida: encaixa na parede. As folhas desaparecem na espessura da parede. Esta solução é adequada para novas construções ou no caso de obras de renovação. Tem como vantagens de poupar espaço e não interfere com o elemento de decoração ou mobiliário. O seu preço mais elevado pode ser considerado uma desvantagem, além de uma complexa instalação, que requer mais trabalho e alguma precisão.

Que cuidados deve ter?

Tenha cuidado porque as portas são feitas para durar:

preste atenção à qualidade do trilho que deve suportar o peso do painel escolhido e a qualidade dos rodízios (sem os rolamentos de esferas podem desgastar-se mais rapidamente).

1.Considere o uso que espera para a sua porta de correr. 

2.Se tiver filhos, pense em amortecedores de velocidade para a porta não bater bruscamente e ninguém se magoar! 

3.Se a sua porta de correr for de um tamanho ou peso elevado, pode equipá-la com um motor ou uma automatização, o que é conveniente para pessoas com mobilidade reduzida (mas requer a instalação do sistema por um profissional). 

Quanto custa uma porta de correr?

A porta de correr não é um investimento muito dispendioso e pode ser uma excelente alternativa para fechar uma divisão pequena, poupando muitos metros quadrados, já que consegue aproveitar os dois lados do espaço. 

Por exemplo e como estimativa, uma estrutura para uma porta de uma folha custa cerca de 350 euros, ao qual deve ser adicionado o preço da porta, que varia mediante do material escolhido (100 euros para uma porta de madeira simples a cerca de 800 euros para um modelo em vidro.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais